Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/810
Tipo: Dissertação
Título: Re-tocando a aprendizagem na Educação de infância: a música como linguagem
Autor(es): Carvalho, Patrícia Alves
Abstract: Este trabalho busca mostrar a importância da música como linguagem na aprendizagem, tendo professores de Educação de Infância como sujeitos. A pesquisa realizada em duas escolas, uma particular e outra municipal, percebe que a ausência de recursos materiais e a não formação dos educadores em música, não influencia no agir pedagógico musicalizado. Observarmos nos educadores uma postura abrangente, na utilização da música como linguagem. Contextualiza nos jogos e brincadeiras, o papel que a música desempenha no desenvolvimento histórico do ser humano, contribuindo para a formação biológica, afetiva, social, cognitiva e cultural. Partimos dos momentos que alicerçam para a história da música como ilustração, para contextualizar o tema. Enfatizamos teóricos como Merleau-Ponty, Wallon, Vigotsky, Fazenda, Froebel, Rojas e Damásio, em momentos que perpassam desde a percepção fenomenológica do Ser, passando por sua socialização, mediação interdisciplinar, até a ludicidade, com efeitos de sentido. O movimento, o pensamento e o sentimento, partes da vida; o ritmo, a harmonia e a melodia, aspectos constitutivos da música, fazem a metáfora significativa deste estudo. Mostramos pela análise ideográfica e nomotética dos depoimentos, que a música pode fazer parte do agir pedagógico infantil como linguagem interativa. Demonstramos nas categorias abertas encontradas, ações dos educadores de infância, que percebem a música como vivência e expressividade, sentimento, autonomia e ludicidade, permitindo a socialização, afetividade, aprendizagem e coordenação motora da criança.
This work searchs to show the importance of music as language in the learning, having professors of Education of Infancy as citizens. The research carried through in two schools, particular and a other municipal theatre, perceives that the absence of material resources and not the formation of the educators in music, do not influence in musicalizado pedagogical acting. To observe in the educators an including position, the use of music as language. Contextualiza in the games and tricks, the paper that music plays in the historical development of the human being, contributing for biological, affective, social, cognitiva and cultural the formation. We leave of the moments that alicerçam for the history of music as illustration, to contextualizar the subject. We emphasize theoreticians as Merleau-Ponty, Wallon, Vigotsky, Farm, Froebel, Rojas and Damásio, at moments that perpassam since the fenomenológica perception of the Being, passing for its socialization, mediation to interdisciplinar, until the ludicidade, with direction effect. The movement, the thought and the feeling, parts of the life; the rhythm, the harmony and the melody, constituent aspects of music, make the significant metaphor of this study. We show for the ideográfica and nomotética analysis of the depositions, that music can be part of infantile pedagogical acting as interactive language. We demonstrate in the joined open categories, action of the infancy educators, who perceive music as experience and expressividade, feeling, autonomy and ludicidade, allowing the socialization, affectivity, learning and motor coordination of the child.
Palavras-chave: Ensino e Aprendizagem
Educação Infantil
Educação Musical
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/810
Data do documento: 2005
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Educação (Campus de Campo Grande)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Patrícia Alves Carvalho.pdf1,43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.