Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/800
Tipo: Dissertação
Título: A influência das atividades econômicas no desenvolvimento humano, na exclusão social e na concentração de renda no Brasil – 2000
Autor(es): Bednaski, Adriano Viana
Abstract: Este estudo visou analisar em 5.507 municípios brasileiros, no ano de 2000, a relação entre os respectivos Índices de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Índice de Exclusão Social (IES), e índice de Gini (de concentração de renda) com os setores predominantes nas economias. Criando subsídios para direcionamento de políticas públicas mais eficazes que proporcionem uma melhor qualidade de vida. Classificou-se os municípios por setores econômicos (Agropecuário, Industrial, Serviços e Sem predominância) de acordo com sua participação relativa no PIB do mesmo, sendo que o grupo foi determinado pelas atividades que representassem mais que 50% do PIB do município. Após analises por grupo de municípios, foi testada – através do teste da mediana de Mood – a diferença entre o IDH-M dos municípios de cada grupo do setor econômico, por estratos de desenvolvimento e por população municipal. O IDH-M, e suas dimensões, apresentam, graficamente, uma distribuição com dois grupos de dados. Com a aplicação do teste estatístico, concluiu-se que os municípios “Industriais” apresentaram um Desenvolvimento Humano, um IES maior que todos os outros municípios, e os municípios de “Serviços” apresentaram os piores índices no IDH-M e em suas dimensões. Os municípios com predominância “Agropecuária” apresentaram valores intermediários em todas as análises. Quanto maior o número de habitantes, maior foi os índices sociais encontrados.
This article’s objective is to analyze the 5.507 Brazilian cities, in 2000 year, through the relation between the respective rates: Human Development Rate (HDR) and cities predominant economical fields. That is conducive to more efficient public policies which will supply a better life quality. The cities were arranged by economical fields (agricultural, industrial, services and no predominance) according to its relative GNI participation on these fields, and a participation rate over 50% in these cities economy. After GNI distribution analyzes by cities group, it was tested – through MOOD’s median test – the difference between the GNI and the city’s economical field. It is possible to note that industrial cities GNI’s are higher, and that the others shows GNIs alike.After the test had been done, it was possible to conclude that the “industrial” cities had a higher Human Development Rate and the “services” economy cities had shown the worst results on HDR.
Palavras-chave: Marginalidade Social
Condição Econômica
Agropecuária
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/800
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Agronegócios

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Adriano Viana Bednaski.pdf4,65 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.