Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/709
Tipo: Dissertação
Título: Os alunos surdos no ensino regular: o que dizem os professores
Autor(es): Martins, Edileuza Alves
Abstract: O objetivo deste estudo é discutir a experiência dos professores quanto ao processo de inserção dos alunos surdos nas classes comuns do ensino público das redes municipal e estadual de Dourados/MS. Analisamos, com base no depoimento do corpo docente, as concepções desenvolvidas em relação à deficiência e surdez inseridas na prática inclusiva das escolas públicas. Selecionamos as escolas mais representativas em número de alunos surdos matriculados no Ensino Fundamental no ano letivo de 2004. Selecionamos os docentes dotados de experiência na prática do ensino de alunos surdos. Trata-se de um estudo de cunho qualitativo centrado na abordagem analítico-descritiva. Obtivemos as seguintes conclusões: Falta à maioria dos professores entrevistados uma formação adequada para lidar com alunos surdos e com as especificidades que a prática deste ensino requer. As trocas dialógicas existentes entre os professores ouvintes e seus alunos surdos são precárias. Os docentes, na maioria das vezes, apropriam-se de códigos que se assemelham à mímica. Há necessidade de um maior aprofundamento teórico, considerando que estas práticas são executadas intuitivamente. De maneira geral, a educação inclusiva parece ser entendida como uma atribuição de exclusividade do professor que tem assumido para si a responsabilidade para a execução desta prática.
The purpose of this study is to discuss the teachers’s experience related with the insertion process of deaf students at public schools in Dourados, Mato Grosso do Sul state, Brasil. Considering the teachers’s statements, we analysed the conceptions of the specific education which was being applied at public schools. It is important to mention that. We select the schools which had the majority of deaf students enrolled in the school in the school year of 2004. We also choose the teachers who had an experience in the teaching of deaf students. This study shows a qualitative characteristic centrated on the a descriptive analytical research. It was possible to get such conclusions: There is a lack of specific formation to deal with deaf’s students. The majority of the teachers who were interviewed mentioned that they used intuitively their pedagogical practices. The dialogues between the teachers and deaf students are precarious. They use codes which seem to be the mimic. Consequently, the teacher’s conceptions about deafness need to be improved. In fact, such practices are guided by personal compromising. In general terms, the education for the deaf students seems to be understood as an exclusive attribution of the teachers who have assumed the responsibility of their execution.
Palavras-chave: Deficientes
Deficiência Auditiva - educação
Educação Especial
Aperfeiçoamento de Professores
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/709
Data do documento: 2004
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Educação (Campus de Campo Grande)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Edileuza Alves Martins.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.