Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/398
Tipo: Dissertação
Título: Estudo sobre Hepatite C e gravidez no município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Autor(es): Gardenal, Renata Vidal Cardoso
Abstract: Introdução: A transmissão vertical (TV) do Vírus da hepatite C (VHC) é a principal forma de contaminação das crianças. Objetivos: Objetivou-se com o estudo avaliar a prevalência da Hepatite C em gestantes do município de Campo Grande (MS), a taxa de transmissão vertical do VHC, a taxa de transmissão vertical do VHC em gestantes coinfectadas pelo HIV, avaliar a associação entre TV e a via de parto adotada, o tempo de amniorrexe, a influência dos fatores de risco, a amamentação e a carga viral das gestantes. Casuística e métodos: Trata-se de um estudo observacional, transversal com 31.187 pacientes cadastradas no SISPRENATAL que apresentaram ELISA reagente e confirmação por PCR para VHC de 2002 a 2005. Resultados: A prevalência do VHC na amostra foi de 0,18% (58 / 31.187). Das 58 gestantes reagentes somente 23 (39,6%), participaram da pesquisa. Destas, apenas 3 recém nascidos foram contaminados pelo VHC verticalmente(13%) enquanto que este índice subiu para 50% quando a mãe era coinfectada pelo HIV. Houve significância estatística entre a TV e a carga viral com o valor de p = 0,03, e não houve a mesma significância entre a TV e amamentação, tipo de parto, influência de fatores de risco e tempo de amniorrexe. Conclusões: Buscar estabelecer protocolos de prevenção de TV do VHC, a semelhança do que já existe para prevenção da TV do HIV.
Introduction: The Vertical Transmission (VT) of the Hepatitis-C Virus (HCV) is the main form of contamination in children. Goals: This study has as a goal to evaluate the prevalence of Hepatitis-C in pregnant women in the city of Campo Grande (MS); the variable of vertical transmission of the HCV; the variable of vertical of transmission of the HCV in pregnant women co-infected with HIV; evaluate the association between the VT and the adopted delivery way; The influence of the risk factors, the rupture time of the amniotic bag; breastfeeding and the viral charge of the pregnant women. Methods: Observational study, traversal with 31,187 patients with data entered in the SISPRENATAL who presented the "reagent" ELISA and confirmation by PCR for HCV between 2002 and 2005. Results: The prevalence of HCV on the sample was of 0.18% (58/ 31,187). Among the 58 patients only 23 (39.6%) were part of this research and, of those 23 only 3 newborn children were vertically infected by the HCV (13%), while 50% were infected when the mother was co-infected with HIV. There was a statistic significance between the VT and the viral charge with p value of 0,03; and the same significance was not found between the VT and breastfeeding, influence of risk factors, kind if delivery and the rupture time of the water bag. Conclusions: Aim to establish a protocol for prevention of the VT and CV, with similarity to what is already existent for prevention of VT and HIV.
Palavras-chave: Gravidez
Hepatite C
Transmissão Vertical de Doença Infecciosa
Pregnancy
Hepatitis C
Infectious Disease Transmission, Vertical
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/398
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Renata Vidal Cardoso Gardenal.pdf517,74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.