Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/375
Tipo: Dissertação
Título: Função pulmonar e índice de oxigenação de recém-nascidos pré-termo submetidos à inalação endotraqueal de beclometasona e furosemida
Título(s) alternativo(s): Pulmonary function and oxygenation index of preterm infants undertaking endotracheal inhalation therapy with beclomethasone and furosemide
Autor(es): Foerster, Leila Simone
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a função pulmonar e índice de Oxigenação de recémnascidos pré-termo submetidos á inalação endotraqueal de beclometasona e furosemida. Foram avaliados 30 recém-nascidos pré-termo (Rn) com idade gestacional ≤ 36 semanas, peso adequado ou não, submetidos a ventilação mecânica convencional (IMV) por pelo menos 12 horas. Os Rn foram randomicamente subdivididos em três grupos, sendo 10 alocados no grupo beclometasona (GB), 10 no grupo furosemida (GF) e 10 no grupo controle (GC). Três inalações seqüenciais com as respectivas medicações foram realizadas, com intervalo de três horas entre as mesmas. Após aspiração endotraqueal, a mensuração das variáveis respiratórias, complacência dinâmica, resistência de vias aéreas e índice de oxigenação foi realizada em dois momentos, antes do início das inalações e duas horas após a última inalação, através do pneumotacógrafo. Foram colhidas amostras de sangue para análise dos gases sanguíneos. O cálculo estatístico foi realizado por meio do teste t-student pareado (α=5%). A variável respiratória complacência dinâmica não apresentou diferença estatística significativa entre os momentos antes e após as medicações (p=0,18), assim como o índice de oxigenação com (p=0,47). A resistência de vias aéreas demonstrou uma diminuição no grupo beclometasona entre os momentos antes e após a intervenção (p=0,03). Diante destes resultados não podemos afirmar que a beclometasona e a furosemida inalatória exercem influência significativa na função pulmonar e oxigenação dos recém-nascidos estudados. Sugerimos cautela na implementação dessa prática no tratamento de recém-nascidos prematuros, até que evidências científicas contundentes sejam disponibilizadas.
The aim of this study was to evaluate the pulmonary function and the oxygenation index of preterm infants undertaking endotracheal inhalation therapy with beclomethasone and furosemide. 30 newborn infants were evaluated, ≤ 36 week-gestation, inadequate weight or not, undertaking conventional mechanic ventilation (CMV) for at least 12 hours. The infants were randomly subdivided in three groups, 10 of them being put in the group beclomethasone (BG), 10 in the group furosemid (GF) and 10 in the control group. Three sequential inhalations with the respective drugs were made, with a three-hour break between them. After endotracheal aspiration, we measured the respiratory variables, dynamic complacency, respiratory tract resistance and oxygenation index twice, before the beginning of the inhalations and two hours after the last inhalation, using a pneumotacography. Blood samples were taken to analyze the blood gases. The statistic analysis was made using a paired student’s t-test (α=5%). The respiratory variable for dynamic complacency did not show significant statistic difference before and after the drug use (p=0,18), and neither did the oxygenation level with (p=0,47). The respiratory tract resistance showed a decrease in the group beclomethasone in the periods before and after the intervention (p=0,03). Because of these results, we cannot conclude that the inhaled beclomethasone and furosemide had significant influence in the pulmonary function and oxygenation index of the studied infants. We suggest caution in the use of this treatment in preterm infants, until decisive scientific evidence is available.
Palavras-chave: Recém-Nascido
Prematuro
Beclometasona
Furosemida
Mecânica Respiratória
Infant, Newborn
Infant, Premature
Beclomethasone
Furosemide
Respiratory Mechanics
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/375
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leila Simone Foerster.pdf315,42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.