Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/308
Tipo: Dissertação
Título: A influência da fonte fotoativadora e de diferentes produtos de uso profissional sobre o clareamento de dentes desvitalizados : estudo ex vivo
Título(s) alternativo(s): The influence of light source and different products for professional use on the bleaching of devitalized teeth : ex vivo study
Autor(es): Ascencio, Antonio Eduardo Pagliuso
Abstract: Atualmente existem controvérsias sobre a utilização de fontes fotoativadoras para aceleração dos agentes clareadores em dentes submetidos ao tratamento endodôntico. O objetivo deste trabalho foi analisar quantitativamente a capacidade de clareamento de diferentes produtos de uso profissional fotoativados ou não, em dentes bovinos manchados artificialmente. Foram utilizados 5 grupos de 10 dentes incisivos bovinos com coroas hígidas seccionados a 1 mm da junção amelocementária e com abertura coronária para tratamento endodôntico. Todos os grupos foram submetidos ao processo de manchamento artificial com sangue bovino, exceto o Grupo E. No Grupo A foi aplicado Whiteness HP® (FGM Produtos Odontológicos, Joinville, SC, Brasil) no interior da câmara pulpar e na face vestibular do dente. A fotoativação foi realizada com um aparelho do tipo LED Bright LEC® de alta potência (MM Optics, São Carlos, SP, Brasil), durante 1 minuto para a face lingual e mais 1 minuto na face vestibular. O agente clareador foi deixado em posição por mais 13 minutos, seguindo as recomendações do fabricante, sendo então removido. Foram realizadas mais duas repetições deste procedimento, totalizando três aplicações do agente clareador. No Grupo B foi executado o mesmo procedimento do Grupo A, exceto a aplicação do aparelho fotoativador. No Grupo C o agente clareador utilizado foi o Mix One® (Villevie, Joinville, SC, Brasil), seguindose a mesma metodologia empregada no Grupo B. O Grupo D foi manchado e não foi submetido a qualquer agente clareador, atuando como controle negativo. No Grupo E, controle positivo, não foi realizado manchamento nem clareamento. Foram realizadas leituras espectrofotométricas, iniciais, após o manchamento e após os procedimentos de clareamento. Os resultados foram submetidos à análise estatística (one-way ANOVA), com teste de comparações múltiplas (Tukey) e nível de significância de 5%. Os valores de ΔE foram calculados seguindo o padrão CIE Lab e apresentaram-se semelhantes ao controle positivo (P>0,05), mostrando a eficácia dos produtos e procedimentos utilizados, que causaram o retorno à cor inicial do elemento dental. Após a obtenção dos resultados e análise estatística dos mesmos pode-se concluir que não houve diferenças significantes nos valores de DE (unidade de diferença de cor) entre os grupos experimentais A, B e C (P>0,05).
Palavras-chave: Espectrofotômetros
Clareamento Dental
Peróxido de Hidrogênio
Spectrophotometers
Tooth Bleaching
Hydrogen Peroxide
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/308
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Antonio Eduardo Pagliuso Ascencio.pdf639,18 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.