Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1443
Tipo: Dissertação
Título: Quase de verdade: quatro fábulas de Clarice Lispector (vida, crianças e bichos)
Autor(es): Rodrigues, Valéria Aparecida
Abstract: Sob a rubrica da crítica biográfica, este texto propõe estabelecer a intrínseca relação entre autor e obra. A partir da leitura das quatro fábulas claricianas, O mistério do coelho pensante (1967), A mulher que matou os peixes (1968), A vida íntima de Laura (1975) e Quase de verdade (1978), e utilizando um aparato teórico-crítico que inclui Roland Barthes, Eneida Maria de Souza, entre outros procuraremos detectar como ocorre a relação biográfico-cultural na obra voltada para crianças de Clarice Lispector. Nessa relação que envolve vida e obra inscreve-se o "bio" que, por sua vez, desencadeia outras formas possíveis de serem imaginadas e estabelecidas, ainda que metaforicamente, ampliando as possibilidades de compreensão do texto literário como texto da cultura. Entre as formas possíveis de relação, destacamos as "influências metafóricas" ou "amizades literárias", que aproxima escritores e obras, mesmo quando tal relação não tenha acontecido de fato no percurso histórico. Nesse sentido, é oportuno ressaltar que nossa leitura também privilegiará o conceito de amizade, que é essencial para esta pesquisa, já que os amigos também se apresentam como marca autoral na obra clariciana. Assim, a leitura das fábulas infantis de Clarice Lispector colabora com os propósitos desta pesquisa, haja vista que elas apresentam-se como o fabulário da própria vida da escritora, uma vez que as histórias da vida real servem de suplemento para a ficção e vice-versa.
Under the rubric of the biographic criticism, this text intends to establish an intrinsic relationship between author and composition. From the reading of the four Lispector‘s fables, O mistério do coelho pensante (1967), A mulher que matou os peixes (1968), A vida íntima de Laura (1975) e Quase de verdade (1978), and using a theoretical- critical display that includes Roland Barthes, Eneida Maria de Souza, among others we will try to detect how the biographic-cultural relationship happens in the composition conducted to Clarice Lispector’s kids. In this relationship that involves life and composition inscribes the “bio” that leads to other possible ways to be imagined and established, metaphorically though, broadening the possibilities of literal work comprehension as a composition of culture. Among the possible forms of relationship, we highlight the “metaphorical influences” or “literal friendships”, that approximate writers and compositions, even when the relationship hasn‘t happened in the historical way indeed. This way, it is suitable to highlight that our reading will also analyze the notion of friendship, which is essential for this research, yet the friends also represent as an authorial hint in Lispector‘s work. Thus, the reading of Clarice Lispector‘s child fables copes with the aims of this research, in this way, they present as a tale of the writer‘s own life, once her stories of real life serve as supplement for fiction and vice-versa.
Palavras-chave: Escritores
Literatura Brasileira
Crítica Literária
Fábula
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1443
Data do documento: 2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Letras (Campus de Três Lagoas)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Valeria Aparecida Rodrigues.pdf810,75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.