Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1333
Tipo: Dissertação
Título: Identidades e representações do Nordeste na literatura de cordel
Autor(es): Silva, Raymundo José da
Abstract: Assim como ocorrera em Portugal, muitos séculos antes, com os jograis do Trovadorismo perambulando pelas cidades e interpretando as Cantigas, mais tarde, no Brasil, os cantadores ambulantes do Cordel escreviam e apregoavam suas obras nas praças de vilarejos do Nordeste. Surge, então, uma produção rural essencialmente poética denominada Literatura de Cordel, capaz de reunir determinados valores sócio-histórico-culturais e se constituir como movimento portador da identidade e da representação do povo do sertão. O objetivo deste trabalho é identificar, por meio da análise das práticas discursivas (os cordéis), como se produzem e se representam o homem, a vida e os valores nordestinos, bem como as vozes e (inter)discursos que os constituem nessas representações. Para tanto, foi constituído um corpus com trinta e cinco textos de diferentes cordelistas e de distintas épocas (de 1900 a 1980), de que são recortadas seqüências discursivas, examinadas segundo princípios teóricos e procedimentos da Análise do Discurso de orientação francesa, particularmente as balizas teóricas contidas nas obras de Bakhtin (1995) e Pêcheux (1995), segundo os quais todos os discursos são os mesmos, como ecos de outras vozes que se repetem, em épocas, condições e lugares diferentes. A esses construtos vêm agregar-se alguns princípios fundamentais dos Estudos Culturais, especialmente no que tange às questões identitárias. O trabalho estrutura-se em dois capítulos. No primeiro, Do Nordeste ao Cordel, registram-se os elementos que compõem as condições de produção do Cordel, como a seca, o cangaço, a religiosidade, os aspectos sociais do povo do sertão, além dos principais autores e características das obras, tais como a linguagem e os temas explorados; no segundo capítulo, Sujeitos, (Inter)discursos e sentidos em folhetos de Cordel, encontram-se as análises de 11 textos, de cujas histórias e formações discursivas emergem os traços marcantes de identidade e ideologia do sertanejo. Por fim, feita a análise de dois textos atuais e seu cotejo com os mais antigos, destacam-se as principais diferenças entre eles, culminando com indícios do processo de (des)identificação das produções mais recentes, em relação à ideologia da comunidade sertaneja, sob a influência da globalização.
As it was in Portugal few centuries before, with the jograls (singers) of trovadorism (Galician- Portuguese Lyrics) singing around the towns and interpreting Cantigas (the lyrics), later in Brazil, the walking singers of Cordel used to write and spread out their pieces at squares and little villages in the Northeast of Brazil. It came out then a kind of country-side production essentially poetic named Cordel literature. It was able to join socio-historic-cultural values and constitute itself as a movement carrying the identity and representation of the people of sertao (draught region in the northeast of Brazil). This study aims to identify through analysis of discursive practices (cordeis), how man, life and Northeast of Brazil values are produced and represented as well as are the voices and the interdiscourses that constitute those representations. In order to do so it was constituted a corpus with thirty five texts of different Cordelistas (writers of Cordel) and from distinct period (from 1900 to 1980). Discursive sequences taken from these texts are examined according to French discourse analysis methods, notably, using theoretical references from Bakhtin (1995) and Pecheu (1995), accordingly to whom discourses are the same, but as echoes from other voices which repeat themselves in different epoch, conditions and places. These constructs put together some fundamental principles of Cultural Studies, specially concerning to the identity questions. The study is organized in two chapters. In the first, Do Nordeste ao Cordel, it is described the elements which compose the condition of the production of Cordel such as the draught, the cangaco (“social banditry”), the religiosity, and the social aspects of the sertao people. Beside that in this chapter, the most important authors and the characteristics of the literatures such as language and themes are explored. In the second chapter, Sujeitos, (Inter)discursos e sentidos em folhetos de Cordel, are the analysis of ten texts from which, history and discursive formation, emerges the strong traces of the identity and the ideology of the sertanejo (people from sertao). Finally, after the analysis of two recent texts and the comparison of them to older ones, it is highlighted the important differences between them, arriving to traces of the process of (des)identification of the production more recent in relation to the ideology of the sertanejo community under the influence of globalization.
Palavras-chave: Literatura de Cordel
Literatura Popular
Identidade Cultural
Cultura
Sociologia
Análise do Discurso
Linguagem
Sociolinguística
Linguística
Cordel Literature
Popular Literature
Cultural Identity
Culture
Sociology
Discourse Analysis
Language
Sociolinguistics
Linguistics
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1333
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Letras (Campus de Três Lagoas)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Raymundo.pdf1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.