Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/971
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do extrato hidroetanólico de Baccharis trimera em ratas prenhes e seus conceptos
Autor(es): Grance, Simone Reschke Mendes
Abstract: O trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do extrato hidroetanólico de Baccharis trimera na gestação de ratos Wistar. Foram avaliadas 35 ratas prenhes distribuídas em três grupos: os tratamentos 1 e 2 receberam 8,4mg/kg do extrato, por via oral, do 1º ao 19º e do 6º ao 15º dias de prenhez (DP), respectivamente, enquanto o grupo controle recebeu água destilada do 1º ao 19º DP, também por via oral. As ratas foram pesadas nos dias 1, 6, 15 e 20 de gestação. No 20º DP os animais foram anestesiados e submetidos à colheita de sangue, laparotomia, pesagem e avaliação histológica de fígado, rins e baço maternos. Não houve indicativo de toxicidade materna observável por critérios clínicos nem alteração no ganho de peso corrigido e nos parâmetros hematológicos. Houve diferenças significativas nos níveis séricos de uréia e peso dos rins entre o tratamento 1 e o controle. Houve alterações histopatológicas significativas nos rins e fígado das ratas de ambos os tratamentos. Os resultados revelam que o extrato hidroetanólico de B. trimera administrado a ratas prenhes na concentração de 8,4mg/kg é tóxico para células renais e hepáticas maternas, embora as alterações observadas sejam reversíveis uma vez suspensa a utilização do extrato. Neste trabalho foi avaliado o efeito do extrato hidroetanólico de Baccharis trimera, na concentração de 8,4mg/kg, em ratas prenhes e prole tratados do 1º ao 19º e do 6º ao 15º dias de prenhez (tratamentos 1 e 2, respectivamente) em comparação com controles (água destilada). Foram analisados pesos maternos nos dias 1, 6, 15 e 20 de gestação; peso de ovários e útero; peso e histologia de fígado e rins; contagem, peso, tamanho e avaliação externa, visceral e esquelética dos fetos. Houve alteração no peso dos rins no tratamento 1 e na histopatologia renal e hepática em ambos os tratamentos. Foi observada redução na implantação e aumento nas perdas pré-implantação no tratamento 1. Foi detectada placentomegalia em ambos tratamentos, aumento na ocorrência de malformações viscerais e variações esqueléticas, redução no peso e tamanho fetal e na ossificação no tratamento 1. Os resultados revelam que o extrato hidroetanólico de B. trimera, na concentração utilizada, é tóxico para gestantes e para o desenvolvimento embriofetal, sendo que as alterações encontradas na prole possivelmente não sejam efeito direto do extrato, e sim conseqüência da toxicidade materna induzida por este.
The aim of this investigation was to evaluate the effect of the hydroethanolic extract of Baccharis trimera on pregnant Wistar rats. The 35 female rats evaluated and distributed into three groups. Those in treatment groups 1 and 2 were given 8.4 mg/kg of the extract orally from gestational day (GD) 1 to 19 and from GD 6 to 15, respectively, whereas those in control group received distilled water orally from GD 1 to 19. Body weights were recorded on GD 1, 6, 15, and 20. On GD 20 all animals were anesthetized, blood samples were collected and maternal liver, kidneys and spleen were weighed and processed for histological studies. No clinical signs of maternal toxicity were observed. No changes in corrected body weight or in hematological parameters were found. Urea levels and kidneys weight differed significantly between treatment 1 animals and controls. No histopathological alterations were found in kidneys or liver in both treatment groups. The results revealed that the hydroethanolic extract of B. trimera administered to pregnant rats at a concentration of 8.4 mg/kg is toxic to maternal kidney and liver cells, although the alterations are reversible once administration is discontinued. The present study investigated the hydroethanolic extract of Baccharis trimera on pregnant rats when administered at a concentration of 8.4 mg/kg from gestational day (GD) 1 to 19 and 6 to 15 (treatments 1 and 2, respectively), as compared to controls given distilled water. Maternal body weights were recorded on GD 1, 6, 15 and 20. Ovaries and uterus were weighed; liver and kidneys were weighed and examined microscopically; fetuses were counted, weighed, measured, and evaluated for external, visceral, and skeletal alterations. Changes were found in kidneys weight in treatment 1 and in hepatorenal histopathological features in both treatments. Implantation rate was decreased and preimplantation loss rate was increased in treatment 1. Placentomegaly was detected in both treatments, whereas in treatment 1 visceral malformations and skeletal variations were increased and fetal weight and size and ossification were decreased. The results revealed that the hydroethanolic extract of B. trimera at the concentration tested exhibits maternal and embryofetal toxicity, although the alterations observed in the offspring may not be a direct effect of the extract, but rather a consequence of its toxicity against the maternal organism.
Palavras-chave: Asteraceae
Embriologia Animal
Fetogênese Animal
Reprodução Animal
Toxicologia Veterinária
Embriogênese Animal
Ratos
Animais de Laboratório
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/971
Data do documento: 2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Simone Reschke Mendes Grance.pdf830,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.