Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/959
Tipo: Dissertação
Título: Imunohistoquímica em cães positivos para leishmaniose visceral
Autor(es): Costardi, Marcel Lekevicius
Abstract: O estudo objetivou a determinação do tecido de eleição para o diagnóstico imunohistoquimico da Leishmaniose visceral canina. Examinaram-se amostras obtidas em 40 cadáveres de cães positivos para leishmaniose visceral pelos testes de reação de imunofluorescencia indireta (RIFI) e ensaio de adsorção enzimática (ELISA), eutanasiados no Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande, MS. Os cadáveres de 20 animais que em vida manifestavam pelo menos três sinais da doença formaram um grupo denominado de grupo 1, enquanto os animais clinicamente normais formaram o grupo 2. Amostras da pele da ponta da orelha; linfonodos mandibulares, cervicais superficiais e poplíteos; fígado e baço colhidas. Processadas pela técnica rotineira de inclusão em parafina, microtomizada, um fragmento foi submetido à marcação imunohistoquímica específica e examinada em microscópio de luz. A imunohistoquímica possibilitou a confirmação da doença em todos os animais positivos. Os animais do grupo sem sinais a marcação na pele foi menor do que nos demais tecidos. No grupo com sinais, os três linfonodos e fígado mostraram maior sensibilidade à imunohistoquímica. Os resultados permitiram concluir que os linfonodos são os órgãos de eleição para o diagnóstico da LVC pelo método de imunohistoquímica.
The aim of the present study was to look for the most sensitive tissue for diagnose of canine visceral leishmaniasis using immunohistochemistry. Forty serologic positive cadavers of dogs diagnosed by indirect immunofluorecence and enzyme linked immuno sorbent assay were euthanatized and provided by the Zoonosis Control Center of Campo Grande, MS. Dogs showing at least three signs of the disease were assigned as group 1 and dog without signs as group 2. Samples of skin, liver, spleen and mandibular, cervical and popliteal lympho nodes were harvested and fixed in 10% neutral buffered formalin for immunohistochemical examination under an optical microscope. All animals were positive for leishmaniasis by immunohistochemical examination. The skin samples of the apparently healthy animals (group 2) showed lower positivity compared to other examined tissue. Among dogs with clinical signs data showed higher sensibility in the lympho nodes and liver. Data obtained in this study allowed to conclude that the most sensitive tissue for immunohistochemistry procedure are the lympho nodes.
Palavras-chave: Imunohistoquímica
Testes Imunológicos
Patologia Veterinária
Leishmaniose Visceral Animal
Doenças Parasitárias em Animais
ELISA em Animal
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/959
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marcel Lekevicius Costardi.pdf558,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.