Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/957
Tipo: Dissertação
Título: Doença das mucosas associada à dermatite generalizada em bovinos em Mato Grosso do Sul
Autor(es): Ferreira, Luiz Carlos Louzada
Abstract: São descritos os aspectos epidemiológicos, clinicos, patológicos e laboratoriais de uma forma de dermatite associada à doença das mucosas (DM) em bovinos. Também são abordadas metodologias para a identificação de animais persistentemente infectados (PI) e o impacto nos indices zootécnicos no rebanho afetado. Os casos de dermatite associados com DM ocorreram em dois bovinos nelores de 12 a 24 meses, pertencentes a uma fazenda de ciclo completo de bovinos de corte no Estado de Mato Grosso do Sul. Os sinais clinicos nesses animais consistiam de emagrecimento lento e progressivo, formação de crostas difusas na pele de todo o corpo, pele ressecada, múltiplas ulcerações nas gengivas e face dorsal da lingua, que evoluiram para fendas longitudinais, formação de projeções cornificadas e desprendimento dos cascos. Em um caso também ocorreu diarréia no estágio final da doença. Na necropsia observaram-se ainda erosões longitudinais no esofago. O exame histológico revelou focos de necrose de coagulação na mucosa do esofago e lingua, com infiltrado de neutrófilos e linfócitos. As lesões da pele consistiam de necrose de coagulação da epiderme associada com infiltrado de neutrófilos e hiperqueratose. Nos dois casos, a suspeita clinica foi confirmada pelo isolamento e identificação dos biótipos citopático e não-citopático do virus da diarréia viral bovina (BVDV) e pela detecção de antigenos virais em tecidos por imunoistoquimica. De um lote de 300 bovinos que tiveram contato com animais afetados, 38 foram testados e apresentaram sorologia positiva para BVDV. Amostras de sangue coletadas de 1.065 animais jovens da propriedade foram submetidas à pesquisa de virus para identificar possiveis animais persistentemente infectados (PI). O virus foi isolado do sangue de tres bezerros no teste inicial e, 12 meses depois, em dois deles, que permaneceram na propriedade. Imunoistoquimica realizada em biópsia de orelhas identificou apenas um desses animais como positivo. O rebanho apresentou redução no indice de fertilidade e taxa de desmame no ano seguinte ao nascimento dos bezerros PI, mas esses indicadores retornaram posteriormente aos valores anteriores. Os dados obtidos comprovam a presença da infecção por BVDV em rebanhos no Estado de Mato Grosso do Sul e evidenciam a necessidade da inclusão dessa enfermidade no diagnóstico diferencial de causas de dermatites generalizadas.
This paper reports epidemiological, clinical, pathological, and laboratory aspects of a form of dermatitis associated with mucosal disease in cattle. It also focuses on methods for identifying persistently infected animals and on the impact of the disease on fertility and weaning rates in affected herds. Cases of dermatitis associated with mucosal disease were found in two Nelore animals aged 12 to 24 months pertaining to a meat-cattle farm that operates the full cycle of production (calving, rearing, finishing) in Mato Grosso do Sul, southwestern Brazil. The clinical signs exhibited by affected animals included slow, progressive weight loss; formation of diffuse skin crusts in multiple body areas; skin dryness; multiple ulcerations on the gums and dorsal surface of the tongue, evolving to longitudinal fissures; formation of keratinized projections; and detachment of hoof horn. In addition, diarrhea affected one animal in the late stage of the disease. Necropsies revealed longitudinal erosion in the esophagus. Histological examination showed coagulation necrosis foci in esophageal and lingual mucosae, with neutrophil and lymphocyte infiltration. Skin lesions consisted of epidermal coagulation necrosis associated with neutrophil infiltration and hyperkeratosis. In both cases, clinical suspicion was confirmed by the isolation and identification of cytopathic and noncytopathic biotypes of the bovine viral diarrhea virus (BVDV) and by immunohistochemical detection of viral antigens in tissues. Of 300 cattle that had contact with affected animals, 38 were found to be BVDV-positive by serology. Blood samples from 1065 young animals from the farm were examined for the presence of BVDV to identify potential persistently infected animals. The virus was isolated from blood of three calves in the initial test and, 12 months later, from two of them, which still remained on the farm. Only one of these was found to be BVDV positive by immunohistochemical testing performed on ear-tissue samples. In the year following the birth of persistently infected calves, the herd underwent decreases in fertility and weaning rates, which later recovered their previous levels. The resulting data demonstrate the presence of infection with BVDV in herds in Mato Grosso do Sul and provide evidence in favor of including the disease in the differential diagnosis of causes of generalized dermatitis in cattle.
Palavras-chave: Bovinos
Dermatite em Animal
Dermatopatias em Animal
Doenças Infecciosas
Fisiopatologia Animal
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/957
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luiz Carlos Louzada Ferreira.pdf511,24 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.