Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/947
Tipo: Dissertação
Título: Identificação de hemoparasitos e carrapatos de cães procedentes do Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande, estado do Mato Grosso do Sul, Brasil
Autor(es): Salgado, Fabiana Pessoa
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo identificar hemoparasitos e carrapatos de cães atendidos no Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande, Estado de Mato Grosso do Sul. Foram realizados esfregaços de sangue periférico e venoso de 167 cães procedentes de várias regiões desse município. Do total de animais examinados, 62,28% apresentaram resultados positivos para hemoparasitos, e Babesia canis foi encontrada em 10,78% das amostras, Ehrlichia canis em 60,48% e Hepatozoon canis em 2,40%. Dentre os animais avaliados, 23,95% estavam infestados apenas por carrapatos da espécie Rhipicephalus sanguineus, onde não houve correlação entre a presença dos hemoparasitos e o parasitismo por carrapatos. Os resultados indicaram que os cães do Centro de Controle de Zoonoses foram acometidos por B. canis, E. canis e H. canis, onde foram encontradas coinfecções entre esses hemoparasitos, que podem dificultar o diagnóstico clínico e laboratorial e também agravar as manifestações clínicas dessas hemoparasitoses caninas. Borreliose canina tem como agente etiológico Borrelia burgdorferi lato sensu, que é transmitida por carrapatos ixodídeos e pode acometer seres humanos e animais. Foram coletadas 180 amostras sanguíneas de cães procedentes do Centro de Controle de Zoonoses de Campo Grande, Estado de Mato Grosso do Sul. Os soros analisados por meio do ensaio imunoadsorção enzimático (ELISA) indireto revelaram 73,3% (132) de animais soropositivos, com títulos que variaram de 1:400 (46,1%) a 1:3200 (0,5%). Todos os cães foram examinados quanto à presença de carrapatos e foi encontrada apenas a espécie Rhipicephalus sanguineus em 15,6% (28) dos cães avaliados. O grande número de cães soropositivos detectados demonstra a hipótese da ocorrência de Borrelia sp. como possível agente da borreliose de Lyme simile e desta forma a sua relevância como zoonose emergente.
The objective of the present study was to identify hemoparasites and ticks of dogs attended to at the Center for Zoonosis Control of from Campo Grande in Mato Grosso do Sul State. Smears of peripherical and venous blood of one hundred and sixty seven dogs originating from many regions of the municipality of Campo Grande were realized. Of the total examined, 62,28% presented a positive result for hemoparasites, Babesia canis was found in 10,78% of samples, Ehrlichia canis in 60,48%, the Hepatozoon canis in 2,40%. Among the animals evaluated, 23,95% was infested only by ticks of species Rhipicephalus sanguineus, where there was no correlation between the presence of hemoparasites and tick parasitism. The results indicated that the dogs of the CCZ were attacked by B. canis, E. canis and H. canis, where coinfections among these hemoparasites were found, that may hinder clinical and laboratorial diagnosis and also worsen the clinical manifestations of these canine hemoparasitoses. Canine borreliosis has as the etiologic agent Borrelia burgdorferi lato sensu, which is transmitted by ixodídeos ticks and can attack human and animals. Was collected 180 blood samples of dogs originate from Center of Zoonosis Control of Campo Grande in Mato Grosso do Sul State. The serums analysed through the indirect enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) revealed 73,3% (132) of animals seropositives, with titres that varied from 1:400 (46,1%) to 1:3200 (0,5%). All dogs were examined with relationship to the presence of ticks and only the species Rhipicephalus sanguineus was found in 15,6% (28) of the dogs. The large number of dogs detected seropositive demonstrates the hypothesis of Borrelia sp event as the possible agent of borreliose de Lyme simile and in this way the relevance of this as emerging zoonosis.
Palavras-chave: Saúde Animal
Cães
Babesia
Protozooses em Animal
Zoonoses
Patologia Veterinária
ELISA em Animal
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/947
Data do documento: 2006
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fabiana Pessoa Salgado.pdf448,58 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.