Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/919
Tipo: Dissertação
Título: Quantificação morfoanatomica de laminas foliares de genótipos de Panicum maximum
Autor(es): Batistoti, Carla
Abstract: A anatomia das gramíneas, relacionada à morfologia e composição química das lâminas foliares, pode ter influência no consumo e digestibilidade, interferindo na qualidade da forrageira. Estudaram-se nove genótipos de Panicum maximum na Embrapa Gado de Corte e Núcleo de Ciências Agrárias quanto às características agronômicas, químicas de lâminas e colmo, anatômicas e morfofisiológicas de lâminas foliares, a fim de verificar se as características e a associação entre elas, podem influenciar a qualidade da lâmina foliar. O delineamento experimental utilizado foi blocos completos ao acaso com nove tratamentos e três repetições, comparando-se o efeito da proporção de tecidos e da correlação entre as características, na qualidade da lâmina forrageira. Antes de cada corte quatro lâminas foliares, a penúltima completamente expandida, foram coletadas para a caracterização morfofisiológica (comprimento, largura, área foliar - AF e área foliar específica - AFE) e anatômica (proporção relativa dos tecidos). O corte das parcelas foi realizado com um intervalo de 35 dias nas águas, e 42 na seca, respectivamente três e uma avaliação. Após a pesagem realizou-se a separação dos componentes morfológicos e estimou-se o acúmulo de massa. A análise química e digestibilidade in vitro da matéria orgânica (DIVMO) foram realizadas nas lâminas e colmo. Os resultados obtidos foram submetidos a análise de variância com comparação de média pelo teste de Tuckey a 5% e à análise de correlação linear e canônica, pelo SAS. Houve variações entre os genótipos para proporção de tecidos, destacando o PM33 com maior proporção de mesofilo (MES) em relação ao genótipo PM31 e às cvs. Milênio e Aruana. Observaram-se correlações positivas da largura com a proporção de MES, e da bainha parquimática dos feixes (BPF) com AF e AFE. A BPF correlacionou-se positivamente com a fibra em detergente neutro (FDN), e inversamente com a DIVMO. Considerando que as diferenças morfológicas entre os genótipos de P. maximum não interferiram no acúmulo de massa, a largura da lâmina foliar pode ser uma ferramenta auxiliar no processo de seleção de genótipos, discriminando materiais promissores qualitativamente, e com elevado potencial de produção.
The anatomy of the grass, related to the morphology and chemical composition of the leaf blades, can have influence in the intake and digestibilidade, intervening with the quality of the forage. Nine genotypes of Panicum maximum were evaluated at Embrapa Beef Cattle and Nucleus of Agricultural Sciences as to agronomic, chemical characteristics of leaves and stems, and anatomical and morphophysiological characteristics of leaf blades, in order to verify if the characteristics and the association between them, they can influence the quality of the leaf. The experimental design was a randomized complete block with nine treatments and three replications, to compare the proportion of tissues, and its correlation with the morphologics and chemical characteristics, in the quality of the blade forage. Before each harvest, four leaves, being the second last completely expanded leaf, were collected for the morphophysiological (length, width, leaf area - AF and specific leaf area - AFE) and anatomical characterization (relative proportion of tissues). The harvests of the plots were done with an interval of 35 days in the rainy season and 42 days in the dry season, respectively three and one harvests. After weighing, the morphological components were separated and the mass accumulation was estimated. Chemical and digestibility analyses were done in leaves and stems. The results were analyzed statistically by SAS and the means compared by the Tukey test at 5% level, and a analysis of simple and canonic linear correlation. Variation among genotypes were found for the proportion of mesophyll (MES). The genotype PM33 presented the highest proportion of total digestible tissue (MES) compared to PM31 and the cultivars Milenio and Aruana. Positive correlations between the anatomical attributes and the morphologic characteristics had occurred, being more significant the positive association of the width with the proportion of MES, and of bundle sheats cells (BPF) with AF and AFE. The bundle sheath cells (BPF) correlated positively with neutral detergent fiber (FDN), and inversely with DIVMO. Considering that the morphologics differences between the genotypes of P. maximum had not intervened with mass accumulation, the leaf blade can be a tool auxiliary in the process of selection of genotypes, discriminating material qualitatively promising, and with highed potential of production.
Palavras-chave: Gramíneas Forrageiras
Produção Animal
Análise de Alimentos para Animal
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/919
Data do documento: 2006
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Carla Batistoti.pdf3,77 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.