Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/606
Tipo: Tese
Título: Ecologia de mesocarnívoros em uma área no Pantanal Central, Mato Grosso do Sul
Autor(es): Bianchi, Rita de Cassia
Abstract: A dieta de Cerdocyon thous (lobinho), Nasua nasua (quati) e Leopardus pardalis (jaguatirica), foi estudada na fazenda Nhumirim, Pantanal, Brasil, entre dezembro de 2005 a fevereiro de 2008. O estudo foi conduzido através da análise de fezes, coletadas principalmente quando esses animais foram capturados e 294 amostras fecais (jaguatirica = 46, lobinho = 164, quati = 84) foram analisadas. Diferenças na composição da dieta entre espécies e sexos foram avaliadas através de NMDS (Non Metric Dimensional Scaling) utilizando a distância de Jaccard. Os principais itens consumidos pelo lobinho foram artrópodes (coleópteros, ortópteros e crustáceos), frutos (Annona dioica, Guazuma ulmifolia e Byrsonima orbignyana) e vertebrados (anfíbios, serpentes e lagartos) e não houve diferença entre sexos. O quati consumiu principalmente frutos (Harrisia bonplandii, Diospyrus hispida e Acrocomia aculeta), artrópodes (coleópteros, ortópteros e diplópodos) e vertebrados (anfíbios e lagartos). Não houve diferença no consumo dos principais itens consumidos por quatis machos e fêmeas, embora essa espécie apresente marcado dimorfismo sexual (machos possuem massa corporal e tamanho dos caninos quase duas vezes maiores do que fêmeas) e na organização social (machos são solitários e fêmeas formam grupos com outras fêmeas e seus filhotes). A dieta da jaguatirica baseou-se no consumo de vertebrados, principalmente de roedores (Clyomys laticeps, Thricomys apereoides e Dasyprocta azarae) e serpentes. As composições das dietas de quati e lobinho foram diferentes entre as estações seca e chuvosa. As três espécies apresentaram sobreposição em relação aos principais itens consumidos, com lobinho se alimentando de uma ampla variedade de itens, sobrepondo parcialmente a dieta da jaguatirica, que é um carnívoro estrito, e a do quati, um frugívoro-onívoro. A partição dos principais itens consumidos favorece a coexistência dessas três espécies de carnívoros, que possuem tamanhos e hábitos similares.
The diet of Leopardus pardalis (ocelot), Cerdocyon thous (crab-eating fox) and Nasua nasua (brown-nosed coati) were studied on the Nhumirim ranch, Pantanal, Brazil between December 2005 and February 2008. The food habits of these species were assessed through scat analysis. The scats were collected, mainly after the animals were captured and 294 scats (ocelot = 46, crab-eating fox = 164, coati = 84) were analyzed. Differences in diet composition were evaluated through NMDS (Non Metric Dimensional Scaling) using the Jaccard distance. The Crab-eating foxes prey on arthropods (coleopterans, orthopterans and crustaceans), fruits (Annona dioica, Guazuma ulmifolia and Byrsonima orbignyana) and vertebrates (amphibians, snakes and lizards). Diet differences were not observed between sexes. Coatis consume mainly fruits (Harrisia bonplandii, Diospyrus hispida and Acrocomia aculeta) and arthropods (coleopterans, orthopterans and diplopods). Diet differences were not detected between sexes, even though this species presents significant sexual dimorphism (male body size and canines are almost twice as large as the female) and social organization (adult males are solitary and adult females and their immature offspring form stable social groups). Ocelots prey on vertebrates, mainly rodents (Clyomys laticeps, Thricomys apereoides and Dasyprocta azarae) and snakes. Differences in the diet of the crab-eating fox and the coati were observed depending on the season (dry or wet). There was diet overlap between the three studied species. The crabeating fox consumed a large variety of items which partly overlaps both with the diet of the ocelot, a strict carnivore, and with the diet of the coati, a frugivorous-omnivore. The segregation of consumed items favors the coexistence of these three carnivore species, which present both similar sizes and habits.
Palavras-chave: Procyonidae
Felidae
Canidae
Dieta Animal
Ecologia Animal
Ecologia de Cerrado
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/606
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Rita de Cassia Bianchi.pdf4,85 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.