Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/593
Tipo: Dissertação
Título: Crescimento e idade de cinco espécies arbóreas do Morro Santa Cruz, Corumbá-MS
Autor(es): Urquiza, Marcus Vinícius Santiago
Abstract: Análises de anéis de crescimento foram realizadas em cinco espécies arbóreas de uma floresta semidecidual da Morraria de Santa Cruz, Corumbá-MS. As seguintes questões foram propostas: (1) é possivel determinar a idade de Nectandra cissiflora, Pouteria torta, Coussarea hydrangeaefolia, Guarea guidonea e Luehea grandiflora através da contagem dos anéis de crescimento? (2) Qual é o ritmo de crescimento das espécies pesquisadas? (3) Qual é a idade das espécies? (4) A estrutura etária das espécies apresenta formato de "J" invertido? O ritmo de crescimento foi investigado pelo método de janelas de Mariaux, em que é feito um ferimento no cambio vascular da árvore. Após dezoito meses, foram obtidos discos transversais e baquetas de madeira (Sondas de Pressler). As amostras foram polidas e a anatomia do lenho das esp?cies foi classificada de acordo com quatro tipos básicos criados por Coster (1927,1928). Após a contagem dos anéis de crescimento, foram criados, para cada uma das espécies, modelos crescimento baseados em idade e diametro. Além disso, individuos das cinco espécies foram contados e medidos (DAP e altura) para investigação da estrutura etária. Os resultados mostram que apenas Luehea grandiflora tem anéis de crescimento pouco distintos. Todas as espécies possuem ritmo de crescimento anual porque o ambiente tem estação seca capaz de induzir a produção de uma camada de crescimento por ano. As idades contadas são positivamente correlacionadas com crescimento. Espécies de dossel cresceram mais rápido devido a maior exposição à luz nos estratos mais elevados da floresta. A idade máxima das árvores não chegou a 250 anos porque a floresta possui solos rasos, declividade acentuada e forte ação do vento, que dificulta o estabelecimento de individuos maiores e consequentemente mais velhos. Coussarea hydrangeaefolia e Nectandra cissiflora apresentaram estrutura em "J" invertido, mostrando que a mata passa por periodos continuos de renovação, com poucos individuos com idades avançadas.
Ring analysis was carried on five tree species in a semi-deciduous forest of the Morraria Santa Cruz, Corumba-MS. The following questions had been proposals: (1) Is it possible to know the age of Nectandra cissiflora, Pouteria torta, Coussarea hydrangeaefolia, Guarea guidonea and Luehea grandiflora through the counting of growth rings? (2) Which is the growth rhythm of species? (3) Which is the age of species? (4) Do the age structure of the species present "j reversed" shape? The growth rhythm was investigated by the method of windows of Mariaux, which is made a wound in the vascular cambium of the tree. After eighteen months, had been gotten cross sections and corer (Increment Borer). The samples were polishing and the wood anatomy of species was classified in accordance with four basic types created by Coster (1927, 1928). After the counting of growth rings, was created growth models based in age and diameter. Moreover, individuals of the five species were counted and measured (DBH and height) for investigation of age structure. The results show that only Luehea grandiflora has not very distinct growth rings. All species have annual growth rhythm because the environment has a dry season capable to induce the production of one growth layer annually. The counted ages are positively correlated with growth. Canopy species grew faster due the greater light exposition in upper layers of the forest. The maximum age of trees did not arrive 250 years because the forest possess flat ground, declivity accented and strong action of the wind, that makes it difficult the establishment of bigger and older individuals. Coussarea hydrangeaefolia and Nectandra cissiflora had structure in "inverted J" shape, showing that the forest passes for continuous renewal periods, with few individuals with advanced ages.
Palavras-chave: Dendrocronologia
Indicadores Vegetais
Ecologia Florestal
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/593
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marcus Vinicius Santiago Urquiza.pdf479,3 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.