Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/588
Tipo: Dissertação
Título: Influência das características ambientais na comunidade de helmintos parasitas de Leptodactylus Podicipinus (Anura, Leptodactylidae) de lagoas do Pantanal da Nhecolândia, Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil
Título(s) alternativo(s): Environmental variables influencing Helminth Community of Leptodactylus Podicipinus (Anura, Leptodactylidae) from ponds in the South-eastern Pantanal, Brazil
Autor(es): Campião, Karla Magalhães
Abstract: Um dos pontos centrais em ecologia é entender os padrões de distribuição e abundância de espécies, que em termos gerais são determinados pela dispersão e pelas condições abióticas e bióticas do ambiente. As condições ambientais e estrutura do ecossistema são também importantes na relação entre parasitas e hospedeiros e na determinação da fauna de parasitas. Neste estudo, nós avaliamos a influência das características ambientais na estrutura das comunidades de helmintos parasitas do anfíbio anuro Leptodactylus podicipinus (Cope, 1862), de lagoas da Fazenda Nhumirim, Pantanal da Nhecolândia, município de Corumbá, MS. Foram amostradas dez lagoas e para caracterização das mesmas foram registrados a área, profundidade, altitude, potencial hidrogeniônico (pH), oxigênio dissolvido (%OD), salinidade (ppt), temperatura (oC) e as porcentagens de cobertura de solo, água e vegetação e as distâncias entre as lagoas, entre 23 de novembro e 4 de dezembro de 2008. Foram coletados 121 anuros e encontrado um total de nove taxa de helmintos, dentre os quais dois foram centrais nas comunidades, sendo muito abundantes e prevalentes em todas as lagoas. Essas espécies contribuíram para a similaridade relativamente alta observada entre as lagoas. A variação na composição das comunidades pode ser explicado pelas características estruturais das lagoas, mas não pela distância entre elas. Os resultados indicaram assim, que os processos locais (variação ambiental) superaram os regionais (dispersão das espécies) na determinação da comunidade de parasitas, mesmo diante da proximidade entre as lagoas. A variação nas comunidades de helmintos em resposta a variações moderadas nas características estruturais das lagoas aponta o potencial dos helmintos como indicadores das condições ambientais.
Understanding the patterns of species distribution and abundance has been at the core of ecology. In general, this patterns are determined by species dispersion and by abiotic and biotic environmental conditions. Similarly, host parasite relations and the structure of parasite assemblages are also shaped by enviormental conditions and landscape structure. Herein, we assessed the influence of species dispersion and environmental variables on the helminth community structure of Leptodactylus podicipinus from ten ponds of the Nhumirim Farm, Pantanal. We sampled ten ponds and recorded ponds area, depth, altitude, hydrogen potential (pH), dissolved oxygen (% DO), salinity (ppt), temperature (° C) and percentage of soil, water and vegetation cover, as well as the distances between the ponds, from November 23 to December 4, 2008. We collected 121 frogs and found nine helminth taxa, two of them were core species, exhibiting high prevalence and abundance, which contributed to the relatively high similarity observed among the ponds. Most of the helminths showed some variation in the frequencies of occurrence among component communities from different ponds. The turnover in species composition among ponds was explained by the structural characteristics of the environments, but not by the distance among them. Moreover, the results indicated that local (variation environmental conditions) were more important than the regional processes (species dispersion) in determining parasite communities. The change in helminth communities among ponds in response to moderate changes in ponds structural variables points out to the potential of helminth species as indicators of environmental conditions.
Palavras-chave: Pantanal - Brasil
Parasitismo
Ecofisiologia Animal
Ecologia de Cerrado
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/588
Data do documento: 2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Karla Magalhaes Campiao.pdf567,29 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.