Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/574
Tipo: Dissertação
Título: Composição Florística e Caracterização Estrutural de Duas Áreas de Carandazais nas Sub-regiões do Miranda e Nabileque, Pantanal Sul Mato-Grossense, Brasil
Autor(es): Amador, Gisaine de Andrade
Abstract: A vegetação do Pantanal é de modo geral muito peculiar, devido à sua diversidade e origem a partir de outras grandes regiões fitogeográficas. A flora é pouco conhecida sendo necessários estudos mais detalhados das diversas unidades fitofisionômicas que compõem o Pantanal. Os carandazais brasileiros ainda não foram alvo de um estudo específico sobre sua composição florística e estrutura da vegetação, existindo apenas informações superficiais em alguns estudos. O presente trabalho, desenvolvido no Pantanal Sul Mato-grossense, teve como objetivos efetuar o levantamento florístico; caracterizar a estrutura e verificar se existe correlação entre a composição de espécies e o solo em duas áreas de carandazais. A pesquisa foi conduzida nos anos de 2004 e 2005, nas sub-regiões do Miranda e Nabileque, nas Fazendas Bodoquena S/A. e Porto Conceição, respectivamente. Foram demarcadas 50 parcelas de 100m2 em cada área, totalizando 10.000m2. Em cada parcela foram amostrados os indivíduos com PAP (perímetro à altura do peito, aproximadamente 1,30m acima do nível do solo) ≥ 5cm. Para amostragem dos indivíduos com o PAP < 5cm foram demarcadas, dentro de cada parcela de 100m2, três sub-parcelas de 1m x 1m. Incursões de coletas próximo à área de amostragem foram realizadas para ampliar a listagem florística dos locais. Em cada parcela de 100m2 foram coletadas amostras de solo em três profundidades: 0-20cm, 20-40cm e 40-60cm. Para a área amostrada na sub-região do Miranda identificou-se um total de 35 famílias, 84 gêneros e 123 espécies, com predominância de herbáceas, assim como no carandazal da sub-região do Nabileque, onde encontrou-se 31 famílias, 86 gêneros e 122 espécies. No estudo estrutural do carandazal do Miranda foram amostrados 428 indivíduos no estrato superior (PAP ≥ 5cm) pertencentes a 11 famílias, 17 gêneros e 20 espécies. Fabaceae e Bignoniaceae foram as famílias com maior número de espécies, enquanto Arecaceae prevaleceu com o maior número de indivíduos (315) e Copernicia alba com o maior IVI. O índice de diversidade de Shannon (H') encontrado foi de 1,15 e o índice de equabilidade de Pielou (J') 0,38. Na amostragem do estrato inferior (PAP < 5cm) foram quantificados 1.946 indivíduos representando 32 famílias, 61 gêneros e 88 espécies. Fabaceae, Asteraceae e Poaceae representam as famílias com maior riqueza. Com relação ao número de indivíduos, Poaceae, Asteraceae e Fabaceae representam as maiores proporções. No estudo estrutural do carandazal do Nabileque, foram amostrados 463 indivíduos (PAP ≥ 5cm) pertencentes a três famílias, cinco gêneros e cinco espécies. Fabaceae foi a família com maior número de espécies, Arecaceae com o maior número de indivíduos e Copernicia alba com o maior IVI. O índice de diversidade de Shannon (H') foi 0,33 e o índice de equabilidade de Pielou (J') 0,21. Na amostragem do estrato inferior foram registrados 2.497 indivíduos (PAP < 5cm) equivalentes a 25 famílias, 71 gêneros e 93 espécies. Poaceae, Fabaceae e Cyperaceae foram as famílias com maior riqueza. As famílias com maior proporção do número de indivíduos em relação ao total foram Poaceae, Malvaceae e Fabaceae. Os solos das áreas amostradas são hipertróficos. A matéria orgânica, o P e o K apresentaram maiores valores na superfície em ambas as áreas. O Ca, o Mg, a capacidade de troca catiônica e o pH aumentaram com a profundidade nas duas áreas amostradas. Os solos do carandazal do Miranda tenderam à alcalinidade, já no carandazal do Nabileque, os solos coletados no período das chuvas apresentaram-se ácidos nas camadas superficiais. Através de análises multivariadas, foi efetuada uma análise de componentes principais (PCA) para o solo nas duas áreas, assim como uma análise de coordenadas principais para a composição florística (PCoA). Em ambas as áreas não houve relação significativa entre a composição de espécies e o gradiente do solo. As informações geradas neste estudo ampliam os conhecimentos sobre a flora do Pantanal, oferecem dados com relação à densidade de C. alba, ajudam na discriminação de áreas de interesse ecológico, além de contribuir para o estudo sobre formações monodominantes em ambientes sazonais.
aphic regions. The flora is not very known and it is necessary to accomplish more detailed studies of several phytophysiognomy units that form Pantanal. Brazilian carandazais were not yet aim of a specific study about its floristic composition and structure of the vegetation, there being only superficial information in some studies. The present study, developed in South Mato-grossense Pantanal, had as objectives to achieve the floristic survey; to characterize the vegetation structure and to verify if there is a correlation between the composition of species and the soil in two areas of carandazais. The research took place in 2004 and 2005, in Miranda and Nabileque sub-regions, in Bodoquena S/A Farms and Porto Conceição, respectively. In each area, 50 plots of 100m2 were allocated totalizing 10.000m2. In each plot individuals with PBH (perimeter at breast height, approximately 1,30m above soil level) ≥ 5 cm were sampled. To sample the individuals with PBH < 5 cm three sub-plots of 1m x 1m were allocated, inside each plot of 100m2. Collections near the sampling area were made to enlarge the floristic list of those places. In each plot of 100m2 soil samples were collected in three depths: 0-20 cm, 20-40 cm and 40-60 cm. To the sampled area in sub region of Miranda, a total of 35 families, 84 genera and 123 species were identified, with predominance of herbs, as well as in carandazal of Nabileque sub region, where 31 families, 86 genera and 122 species were found. In the structural study of Miranda´s carandazal 428 individuals were sampled in superior stratum (PBH ≥ 5cm) belonging to 11 families, 17 genera and 20 species. Fabaceae and Bignoniaceae were the families with the largest number of species, while Arecaceae showed the largest number of individuals (315) and Copernicia alba with larger IVI. Shannon´s diversity index (H') was of 1,15 and Pielou´s equability index (J') was of 0,38. In the sampling of inferior stratum (PBH < 5cm) 1.946 individuals were quantified representing 32 families, 61 genera and 88 species. Fabaceae, Asteraceae and Poaceae represent the families with larger richness. In number of species, Poaceae, Asteraceae and Fabaceae represent the larger proportions. In structural study of Nabileque´s carandazal, 463 individuals were sampled (PBH ≥ 5cm) belonging to three families, five genera and five species. Fabaceae was the family with the largest number of species, Arecaceae with the largest number of individuals and Copernicia alba with larger IVI. Shannon´s diversity index (H') was of 0,33 and Pielou´s equability index (J') was of 0,21. In the sampling of inferior stratum 2.497 individuals were registered (PBH < 5cm) belonging to 25 families, 71 genera and 93 species. Poaceae, Fabaceae and Cyperaceae were the families with larger richness. The families with the largest proportion of number of individuals in relation to the total were Poaceae, Malvaceae and Fabaceae. The soils of the sampled areas had great fertility. Organic matter, P and K showed larger values in surface in both areas. Ca, Mg, the capacity of cationic exchange and pH increased with depth in both sampled areas. The soils of Mirandas´s carandazal tended to alkalinity, but in Nabileques´s carandazal, the soils collected in rainy season were acid in superficial layers. Through multivariated analyses, an analysis of principal components (PCA) was done to the soils in both areas, as well as an analysis of principal coordinates to the floristic composition (PCoA). In both areas there was not significant relation between the composition of species and the soil gradient. The information produced in this study enlarge the knowledge about flora of Pantanal, offer data about the density of C. alba, help in discrimination of areas of ecological interest, as well as contributing to the study about monodominant formations in seasonal environments.
Palavras-chave: Pantanal - Brasil
Ecologia de Cerrado
Ecologia Vegetal
Populações Vegetais
Comunidades Vegetais
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/574
Data do documento: 2006
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Gisaine de Andrade.pdf858,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.