Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/567
Tipo: Artigo de Periódico
Título: Perfil lipídico de quatro espécies de peixes da região pantaneira de Mato Grosso do Sul
Título(s) alternativo(s): Lipid profile of four species of fish from the pantanal region of Mato Grosso do Sul
Autor(es): Ramos Filho, Manoel Mendes
Ramos, Maria Isabel Lima
Hiane, Priscila Aiko
Souza, Elizabeth Maria Talá de
Abstract: Os rios brasileiros possuem grande diversidade de peixes, no entanto, pouco se conhece sobre o potencial nutricional da maioria das espécies. O presente estudo avalia a composição centesimal e o perfil de ácidos graxos do tecido muscular dos peixes: pintado (Pseudoplatystoma coruscans), cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), pacu (Piaractus mesopotamicus) e dourado (Salminus maxillosus), nativos do Rio Miranda na região do Pantanal Sul-Mato-Grossense. O peixe dourado mostrou o maior teor de proteína (21,12%), enquanto o pintado o menor teor (17,90%), não havendo diferença significativa entre teores de proteínas dos peixes cachara e pacu (cerca de 18%). O filé de pacu revelou ser o mais calórico, mesmo quando considerada a amostra seca. Nas quatro espécies de peixes, o ácido oléico foi predominante (20,25 a 37,25%), seguido do ácido palmítico (19,96 a 21,37%) e esteárico (7,39 a 9,82%). O somatório dos teores do diferentes ácidos graxos poliinsaturados variou de 5,24 no pacu a 17,33% no pintado, e dos ácidos graxos saturados de 32,91 a 38,89%. As espécies cachara, pintado e dourado mostraram igual proporção de ácidos ω-3 (média 7,80%) e de ácidos ω-6 (média 8,40%), enquanto o pacu mostrou os menores teores (1,13 e 4,11%), respectivamente. Todas as amostras estudadas mostraram os índices ω-6/ω-3 e hipocolesterolêmicos/hipercolesterolêmicos (HH) favoráveis quanto à qualidade nutricional. Apenas o pacu apresentou níveis não recomendados em relação aos índices de Trombogenicidade (IT) e poliinsaturados/saturados (P/S).
ABSTRACT - Brazilian rivers have a great diversity of fish, however, little is known about the nutritional potential of most native fish. The present study evaluates the centesimal composition and the fatty acid profile of the muscle tissue of four species of fish: pintado (Pseudoplatystoma coruscans), cachara (Pseudoplatystoma fasciatum), pacu (Piaractus mesopotamicus) and dourado (Salminus maxillosus), from the Miranda River in the pantanal region of Mato Grosso do Sul. Dourado had the highest protein content (21.12%), while pintado had the lowest value (17.90%). There was no difference between the protein levels of cachara and pacu (approximately 18%). Pacu fillets were revealed to be the most caloric and this value did not change when the dry sample was considered. The four fish species presented oleic acid (20.25 to 37.25%) as the predominant fatty acid, followed by palmitic acid (19.96 to 21.37%) and stearic acid (7.39 to 9.82%). Total polyunsaturated fatty acid contents varied from 5.24 in pacu to 17.33% in pintado; and total saturated fatty acids from 32.91 to 38.89%. Cachara, pintado and dourado species presented equal proportions of polyunsaturated fatty acids of the ω-3 family (average of 7.80%) and of the ω-6 family (average of 8.40%), while pacu presented the lowest contents of these fatty acids (1.13 and 4.11%, respectively). All the samples studied presented ω6/ω3 and hypocholesterolemic/hypercholesterolemic (HH) indexes that indicate good nutritional quality. Only pacu presented non-recommended levels in relation to trombogenicity (TI) and polyunsaturated/saturated (P/S) indexes.
Palavras-chave: Peixes
Ácidos Graxos
Ácidos Graxos Ômega-3
Lipídeos
Fishes
Fatty Acids
Fatty Acids, Omega-3
Lipids
Editor: Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: RAMOS FILHO, Manoel Mendes et al . Perfil lipídico de quatro espécies de peixes da região pantaneira de Mato Grosso do Sul. Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, v. 28, n. 2, jun. 2008 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612008000200014&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 28 set. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612008000200014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Identificador DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612008000200014
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/567
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:CCBS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Perfil lipidico.pdf107,08 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.