Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/522
Tipo: Dissertação
Título: Efeito da temperatura ambiental sobre a atividade, uso de habitat e temperatura corporal do tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) na fazenda Nhumirim, Pantanal
Autor(es): Rosa, Augusto Lisboa Martins
Abstract: O tamanduá-bandeira tem limitações energéticas devido a sua dieta energeticamente pobre, por isso apresenta algumas caracteristicas para compensar essas limitações como o baixo metabolismo e a baixa temperatura e condutancia térmica. Esse estudo teve o objetivo de desenvolver uma metodologia intensiva para acessar a temperatura corporal do tamanduá em conjunto com sua localização. Testamos se a temperatura do tamanduá tem mais variação do que a de um porco (controle), se a temperatura do ambiente afeta a temperatura do animal, e se ele tem preferencia pelos ambientes de acordo com a temperatura do ar. Dezoito tamanduás-bandeira foram capturados, mas apenas quatro animais produziram informação de temperatura corporal dos tamanduás-bandeira. A metodologia mais eficaz para acessar a temperatura corporal do tamanduá-bandeira foi o implante subcutaneo de sensor externo. As amplitudes de temperatura ambiental foram menores nos ambientes florestais, sugerindo haver um efeito tampão desses ambientes sobre a temperatura. Acumulei 7812 registros de temperatura corporal dos quatro tamanduás amostrados, encontrando a média de 34° C ± 0,96. A temperatura dos tamanduás foi influenciada pela temperatura do ar e oscilou bastante, mesmo sob temperaturas dentro de sua faixa de termoneutralidade, enquanto a temperatura do porco manteve-se estável não sofrendo influencia da temperatura ambiente. Através do método de "bootstrap" trinta elementos da inclinação da regressão linear da temperatura do ar e a temperatura dos animais (inclusive o animal controle, o porco) foram sorteados mil vezes. Para todos os tamanduás houve inclinações, as médias ficaram entre 0,082 e 0,169, enquanto a média do porco era de apenas 0,001. O tamanduá-bandeira usou com mais frequencia a "mata" para dormir. Durante a atividade os tamanduás usaram com maior frequencia os "campos seco e inundável". O periodo e a intensidade de atividade variaram bastante entre os individuos podendo representar uma variação individual e adequação do horário de atividade de acordo com a temperatura do ar.
The giant anteater has little energy to expend because of its energetic poor diet, so it has to compensate for this restriction by maintaining low body temperature as well as low basal metabolic rate and conductance. The first object of this study was to create a new methodology to access the body temperature alongside GPS location of the giant anteaters. We also used a feral pig as a control to compare the variation of body temperature for both species. We compared which specie had more variation in body temperature and tested for environmental temperature effects on body temperature, and if the animals had a habitat preference according to air temperature. Eighteen anteaters were captured but only four of them produced complete data (location and body temperature). The best method to access their body temperature was a subcutaneous implant of a sensor, using a data logger with external sensor. The amplitudes of environmental temperature were smaller in the forest habitats, suggesting that the vegetation produces a buffer effect on the air temperature. We collected 7812 registers of body temperature in a sample of four giant anteaters, the average was 34° C ± 0,96 . The giant anteater's body temperature was influenced by the air temperature and widely oscillated; even in air temperature that fell within their own thermoneutrality range. The pig's body temperature, on the other hand, was stable and suffered no influence from the air temperature. Through the "bootstrap" method we randomly tested the inclination of the regressions between the air temperature and the animal's temperature. The average of giant anteater's inclinations was between 0,082 and 0,169 while the pig's average was just 0,001. Most of the time the giant anteaters were used the forest during their sleeping. When they were active they frequently used the grasslands and flood-grasslands. The time that they began or finished their activities varied widely, this could represent individual variations and an adjustment of their activities according to the air temperature.
Palavras-chave: Pantanal - Brasil
Temperatura Animal
Mamíferos Insetívoros
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/522
Data do documento: 2007
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Augusto Lisboa Martins Rosa.pdf757,26 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.