Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/490
Tipo: Artigo de Periódico
Título: Moscas ectoparasitas (Diptera, Streblidae) de morcegos (Chiroptera, Phyllostomidae) no sul do Brasil: associações hospedeiros-parasitos e taxas de infestação
Título(s) alternativo(s): Ectoparasitic flies (Diptera, Streblidae) of bats (Chiroptera, Phyllostomidae) in southern Brazil: hosts-parasites associations and infestation rates
Autor(es): Rui, Ana M.
Graciolli, Gustavo
Abstract: As associações hospedeiros-parasitos e as taxas de infestação de dípteros ectoparasitos da família Streblidae foram estudadas em morcegos da família Phyllostomidae na Floresta Atlântica no extremo sul do Brasil. Para as espécies mais abundantes de filostomídeos, foi examinado se há diferenças nos valores de prevalência e intensidade média dos ectoparasitos nas diferentes estações do ano e conforme sexo e idade do hospedeiro. Em quatro espécies de filostomídeos (Anoura caudifera (E. Geoffroy, 1818), Artibeus fimbriatus Gray, 1838, Artibeus lituratus (Olfers, 1818) e Sturnira lilium E. Geoffroy, 1810) foram coletados 118 indivíduos de sete espécies de Streblidae (Anastrebla caudiferae Wenzel, 1976, Megistopoda aranea (Coquillett, 1899), Megistopoda proxima (Séguy, 1926), Metelasmus pseudopterus Coquillett, 1907, Paratrichobius longicrus (Miranda Ribeiro, 1907), Trichobius phyllostomae Kessel, 1925 e Trichobius tiptoni Wenzel, 1976). Para A. lituratus, A. fimbriatus e S. lilium, as taxas de infestação foram baixas e houve uma tendência à infestação ser maior no verão e outono, fato provavelmente relacionado à sazonalidade de temperatura na região, que afeta as taxas reprodutivas e a mortalidade dos ectoparasitos. A infestação por P. longicrus em A. lituratus não foi afetada pelo sexo e idade do hospedeiro. Para S. lilium, a infestação por M. proxima não foi afetada por sexo e idade do hospedeiro, com exceção da maior prevalência de ectoparasitos em indivíduos jovens. Os dados indicam que não existem diferenças comportamentais ligadas a sexo e idade do hospedeiro que favoreçam ou comprometam a infestação por Streblidae nestas espécies de morcegos filostomídeos.
Hosts-parasites associations, including infestation rates, between ectoparasitic bat flies of the family Streblidae and bats of the family Phyllostomidae were studied in Atlantic Forest habitats in southern Brazil. For the more abundant phyllostomid bats, the prevalence and mean intensity of fly infestation were determined during the different seasons of the year and in relation to the sex and age of their hosts. From four species of bats (Anoura caudifera (E. Geoffroy, 1818), Artibeus fimbriatus Gray, 1838, Artibeus lituratus (Olfers, 1818) and Sturnira lilium E. Geoffroy, 1810), were collected 118 specimens of bat flies belonging to seven species (Anastrebla caudiferae Wenzel, 1976, Megistopoda aranea (Coquillett, 1899), Megistopoda proxima (Séguy, 1926), Metelasmus pseudopterus Coquillett, 1907, Paratrichobius longicrus (Miranda Ribeiro, 1907), Trichobius phyllostomae Kessel, 1925 and Trichobius tiptoni Wenzel, 1976). Low infestation rates were found in A. lituratus, A. fimbriatus and S. lilium and there were a tendency for the bats to be more parasited in summer and autumn, probably related to the seasonal temperatures in the region studied because such temperatures affect the reproductive and mortality rates of the ectoparasites. For A. lituratus, the age or sex of the host did not affect the infestation rates by P. longicrus. Although the age or sex of S. lilium did not, in general, affect the rate of infestation by M. proxima, juvenile S. lilium appeared to be more frequently parasitized by M. proxima than did adult bats. The data indicate that there are no behavioral differences linked to the age and sex of the species of phyllostomid bats studied which favor or disfavor infestation by Streblidae.
Palavras-chave: Interações Hospedeiro-Parasita
Quirópteros
Biodiversidade
Dípteros
Host-Parasite Interactions
Chiroptera
Biodiversity
Diptera
Editor: Revista Brasileira de Zoologia
Citação: RUI, Ana M.; GRACIOLLI, Gustavo. Moscas ectoparasitas (Diptera, Streblidae) de morcegos (Chiroptera, Phyllostomidae) no sul do Brasil: associações hospedeiros-parasitos e taxas de infestação. Rev. Bras. Zool., Curitiba, v. 22, n. 2, jun. 2005 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81752005000200021&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 13 set. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81752005000200021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Identificador DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81752005000200021
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/490
Data do documento: 2005
Aparece nas coleções:CCBS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Moscas ectoparasitas (Diptera, Streblidae) de morcegos Chiroptera.pdf161,88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.