Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/389
Tipo: Dissertação
Título: Prevalência de sobrepeso/obesidade e fatores associados, em escolares de 10 a 14 anos de Campo Grande - MS
Autor(es): Ramos, Mariana de Lima Mendes
Abstract: Importantes mudanças no estilo de vida vêm contribuindo para o desenvolvimento do sobrepeso e obesidade infanto-juvenil, principalmente por meio do sedentarismo e dos maus hábitos alimentares. O objetivo desse estudo foi estimar a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares de 10 a 14 anos de idade de Campo Grande – MS, e identificar alguns fatores associados aos hábitos de atividade física e alimentares. A amostra foi composta por 941 escolares (50,3% do sexo masculino), sendo 758 indivíduos das escolas públicas e 183 das particulares. Para a avaliação dos dados antropométricos foi utilizado o Índice de Massa Corporal, e o padrão adotado para a classificação foi a referência de Cole et al. (2000). A composição corporal foi obtida por meio do percentual de gordura corporal, estimado a partir dos valores das espessuras das dobras cutâneas triciptal e subescapular, onde foram utilizadas as equações preditivas elaboradas por Slaughter et al e a classificação foi realizada por meio da proposta de Lohman (1987). Os hábitos de atividade física e alimentares foram obtidos através de um formulário simplificado. Os resultados mostraram uma prevalência de sobrepeso e obesidade de 23,1%, e de percentual alto de gordura corporal de 56,3%. Houve maior prevalência de sobrepeso e obesidade nos escolares com sinais de maturação sexual presente e quanto maior a idade, menor a frequência de escolares com excesso de peso. Não houve associação entre prevalência de sobrepeso ou obesidade e os hábitos de atividade física e os alimentares, com exceção ao tempo semanal destinado à prática de educação física, que foi maior para os escolares de baixo ou adequado percentual de gordura corporal. Os alunos das escolas particulares apresentaram uma prevalência 1,5 vezes maior de sobrepeso e obesidade, e 1,3 vezes maior de percentual alto de gordura corporal, indicando a necessidade de uma análise mais aprofundada nessa população, assim como a adoção de medidas para minimizar a obesidade na infância e na adolescência como estimular a mudança de hábitos, já que esse problema pode persistir na vida adulta, proporcionando agravos ainda mais preocupantes.
Important changes in the lifestyle contributing for the development of obesity and overweight on children, mainly through the sedentariness and bad eating habits. The aim of this study was to assess the prevalence of overweight and obesity in schoolchildren with 10 to 14 years old from Campo Grande - MS, and to identify some factors associated to the alimentary and physical activity habits. The sample was composed of 941 students (50.3% male), being 758 students from public school and 183 from private school. For assessment of anthropometric data was used body mass index, and the standard adopted for the classification was Cole et. al. (2000) reference for children and adolescents. The body composition was obtained through the percentage body fat, estimated from the value of triceps to scapular skinfold thickness, where were used the predictive equations compiled by Slaughter et. al. and the classification was held though the proposed by Lohman (1987), specifies for children and adolescents between 7 to 14 years old. The habits of physical activity and feed were obtained through an easy acceptance. The results showed prevalence ration of 23.1% overweight and obesity on students and 56.1% presented high body fat. Overweight and obesity prevalence was higher in the schoolchildren with signs of present sexual maturation; and the scholars' frequency with weight excess was lower with those of the larger old year. Overweight and obesity prevalence was higher in the schoolchildren with signs of present sexual maturation; and the scholars' frequency with weight excess was smaller with those of the larger old year. There was not association between obesity or overweight prevalence and the of physical activity and the alimentary habits, except the weekly time destined to the physical education practice wich was higher for the scholars of low or appropriate body fat percentage. The students of the private schools presented a prevalence 1.5 times higher of overweight and obesity, and 1.3 times higher of high body fat percentage, indicating that is necessary further analysis in this population, as well as the adoption of measures to minimize the obesity in childhood and adolescence as to stimulate the change of habits, since that problem may persist in the adult life, providing even more worrying problems.
Palavras-chave: Criança
Sobrepeso
Antropometria
Child
Overweight
Anthropometry
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/389
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mariana de Lima Mendes Ramos.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.