Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/3399
Tipo: Dissertação
Título: Saúde e ambiente da população ribeirinha - área urbana de Aquidauana e Anastácio/MS : análise do contexto geográfico
Autor(es): Ximenes, Lenita da Silva Vieira
Abstract: A preocupação da geografia demonstrada em estudos sobre a relação da saúde-doença com o ambiente remonta a antiguidade, principalmente no que se refere à espacialização e associação das doenças. A população ribeirinha dos munícipios de Aquidauana e Anastácio ao longo dos anos sofre consequências, especificamente relacionadas ao problema da inundação. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi caracterizar a população e os hábitos de saúde, bem como os aspectos do meio ambiente que influenciam as condições de vida das famílias pertencentes às comunidades residentes às margens do rio Aquidauana. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagens quantitativas e qualitativas, com auxílio de trabalhos de campo que ocorreram nas áreas ribeirinhas dos dois munícipios e nos novos conjuntos habitacionais construídos para os ribeirinhos que viviam em área de risco, ao longo dos anos de 2015 e 2016. Foram entrevistados 61 moradores, sendo 41 em Aquidauana e 20 em Anastácio. Dentre os entrevistados, predominou o sexo feminino, com 76% e 75%, respectivamente, cuja principal ocupação foi a de dona de casa, com 41% e 30%; quanto à escolaridade, a maior parte possui o ensino fundamental incompleto, com 42% e 45%, respectivamente. Apresentaram renda de um salário mínimo, com 49% e 50% e; os evangélicos predominam, com 49% e 62%. Em Aquidauana foram identificados cinco pescadores e nenhum na amostra de Anastácio. A maioria das moradias dos ribeirinhos são de alvenaria e madeira, Aquidauana (88%) e Anastácio (85%). Todas as residências estão ligadas à rede de abastecimento de água e recebem serviço de coleta de resíduos, mas o destino final do esgoto é a fossa negra ou o rio Aquidauana. Foi mencionado pelos entrevistados o recebimento de visita domiciliar do agente de saúde esporadicamente. Em relação a patologias mais frequentes, em Aquidauana foram apontadas gripe/ resfriado e hipertensão e em Anastácio, gripe/ resfriado e dengue. Verificou-se ainda que, embora tenham sido entregues novas casas em conjuntos habitacionais localizados em áreas afastadas do rio, na área ribeirinha dos dois munícipios ainda são encontradas algumas famílias, que continuam com os próprios hábitos de descartar e queimar o lixo, mesmo havendo coleta de resíduos, por parte do poder público municipal nos locais. Para tanto, sugere-se a implantação de programas de educação ambiental com o intuito de alertar, tanto aos atuais ribeirinhos, como toda a comunidade dos conjuntos habitacionais nos munícipios de Aquidauana e Anastácio, sobre os impactos causados a saúde e ao meio ambiente, a fim de instigar a mudança de comportamento da população.
ABSTRACT - The preoccupation of the geography demonstrated in studies about the relationship of health-sickness with the environment goes back to antiquity, mainly in what refers to the spatialization and association of sickness. The riverside population of the municipalities of Aquidauana and Anastácio over the years suffers consequences, specifically related to the flood problem. In this context, the objective of this study was to characterize the population and health habits, as well as environmental aspects that influence the living conditions of the families belonging to the resident communities on the banks of the Aquidauana river. This is a descriptive study, with quantitative and qualitative approaches, with the aid of fieldwork that took place in the riverside areas of the two municipalities and in the new housing complexes built for the riverside residents living in an area of risk throughout the years 2015 And 2016. We interviewed 61 people, 41 in Aquidauana and 20 in Anastácio. Among the interviewees, women predominated, with 76% and 75%, respectively, whose main occupation was that of housewife, with 41% and 30%; as for schooling, the majority have incomplete primary education, with 42% and 45%, respectively. They presented income of a minimum wage, with 49% and 50% e; evangelicals predominate, with 49% and 62%. Five fishermen were identified in Aquidauana and none in the sample of Anastácio. Most of the riverside dwellings are masonry and timber, Aquidauana (88%) and Anastácio (85%). All residences are connected to the water supply network and receive waste collection service, but the final destination of the sewage is the black pit or the river Aquidauana. The interviewees mentioned the receipt of a home visit from the health worker sporadically. In relation to the most frequent pathologies, in Aquidauana were indicated flu / cold and hypertension and in Anastácio, flu / cold and dengue. It was also verified that, although new houses were delivered in housing estates located in areas far from the river, in the riverside area of the two municipalities are still found some families, who continue their own habits of discarding and burning the trash, even if there is collection of municipal waste in the localities. Therefore, it is suggested that environmental education programs be implemented with the aim of alerting both current residents and the community of housing communities in the municipalities of Aquidauana and Anastácio on the impacts on health and the environment, order to instigate changes in population behavior.
Palavras-chave: Vida Ribeirinha
Cidades e Vilas
Assentamentos Humanos
Geografia Humana
Habitação e Saúde
River Life
Cities and Towns
Human Settlements
Human Geography
Housing and Health
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/3399
Data do documento: 2017
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Geografia (Campus de Aquidauana)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.