Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/313
Tipo: Dissertação
Título: Causas de óbitos neonatais reduzíveis por adequado controle na gravidez em campo Grande - MS
Autor(es): Martins, Catia Cristina Valadão
Abstract: Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo e exploratório com dados gerados pelo Sistema de Informação de Mortalidade e Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos, com o objetivo de identificar as causas de óbitos neonatais reduzíveis por adequado controle na gravidez em residentes do Município de Campo Grande-MS no período de 2004 a 2006. Para tanto, as causas dos óbitos foram identificadas pela Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10) e foram então avaliadas pelos Critérios de Evitabilidade de Óbitos propostos pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados do Estado de São Paulo (FSEADE). Constatou-se que 10 (38,5%), dos 26 neonatos pesquisados, morreram por afecções maternas não obrigatoriamente relacionadas com a gestação atual (P00), 8 (30,8%) por transtornos relacionados com a gestação de curta duração e baixo peso ao nascer (P07) e 6 (23,1%) por complicações maternas da gravidez (P01). Os outros dois óbitos foram causados, um por influências nocivas transmitidas ao feto via placenta ou leite materno (P04) que correspondeu a 3,8%, e o outro por imunização ABO do feto ou recém-nascido (P55.1) também correspondendo a 3,8% do total. Quando as causas dos óbitos foram demonstradas por categoria e caracteres, constatou-se que 3 (11,5%) deveram-se aos transtornos maternos hipertensivos (P00.0), 5 (19,2%) por doenças infecciosas e parasitárias da mãe (P00.2), 6 (23,1%) por peso muito baixo (P07.0) e 5 (19,2%) por rotura prematura das membranas (P01.1). Concluiu-se que apesar da boa cobertura do SIM/SINASC ainda existem falhas de preenchimento nos documentos que os alimentam. Estudo como é de consenso com demais autores, mostrou ainda que a busca de estratégias educativas continua sendo imprescindível para que a mulher e família possam, de acordo com sua realidade, compreender a importância do auto-cuidado, uma vez que, para que haja melhora nos indicadores neonatais, é preciso que a mulher e o serviço de saúde trabalhem em parceria.
This is a retrospective, descriptive and explanatory work, based on data from the Sistema de Informação de Mortalidade e Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Mortality Information System and Alive-born Information System). The goal was to identify newborn death causes that could be avoided by convenient pregnancy monitoring in residents from Campo Grande-MS municipality in the period between 2004 and 2006. For such, causes of deaths were classified according to the International Statistical Classification of Diseases and Health Disorders (CID-10) and then evaluated by the Criteria of Death Avoidance proposed by the Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados do Estado de São Paulo (FSEADE) (Sao Paulo State Data Analysis System Foundation). Results show that 10 (38,5%), from the 26 new-born evaluated, died from maternal disorders which were not necessarily related to the current pregnancy (P00); 8 (30,8%) died because of disorders related to the short pregnancy and low birth weight (P07); 6 (23,1%) died because of mother complications in the pregnancy (P01). The other two deaths were caused, one by hazardous influences transmitted through the placenta or milk, (P04) which corresponded to 3,8% of the total; the other death was caused by ABO immunization of the fetus or new-born (P55.1), which also corresponded to 3,8% of the total. When death causes were demonstrated by categories and characters, it was found that 3 (11,5%) were caused by mother’s high blood pressure disorders (P00.0); 5 (19,2%) caused by mother’s infectious and parasitary diseases (P00.2); 6 (23,1%) by extreme low weight (P07.0); and 5 (19,2%) by premature membrane rupture (P01.1). It can be concluded that in despite of the good performance of SIM/SINASC, there are still deficiencies in filling up documents that feed the system. This study, in agreement with other authors, showed also that focusing on educative strategies is still being crucial for allowing women and their families, according to individual circumstances, to understand the importance of self-care, since improvement of new-born health indicators requires women and public health services working closely together.
Palavras-chave: Mortalidade Infantil
Mortalidade Neonatal
Cuidado Pré-Natal
Infant Mortality
Neonatal Mortality (Public Health)
Prenatal Care
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/313
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Catia Cristina Valadão Martins.pdf346,58 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.