Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/306
Tipo: Dissertação
Título: Perfil epidemiológico de pacientes obesos do Programa de Cirurgia Bariátrica de um hospital escola de Campo Grande - MS
Autor(es): Costa, Anna Christina Charbel
Abstract: Considerada como uma epidemia global, a obesidade tem se juntado ao grupo de doenças crônicas que mais mata. A prevalência crescente de sobrepeso e obesidade está associada a doenças crônicas relacionadas à dieta (co-morbidades), incluindo diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial, cardiopatias, osteoartrites articulares, apnéia do sono, esteatose hepática, alguns tipos de câncer, irregularidade menstrual, hirsutismo, incontinência urinária, e desordens psicológicas. Objetivo: Identificar o perfil epidemiológico da obesidade grau III ou grave, em pacientes atendidos no programa de cirurgia bariátrica de um Hospital Escola de Campo Grande/MS. Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo realizado no ambulatório de cirurgia bariátrica do NHU/UFMS, no período de Fevereiro de 2004 a Abril de 2007, com 252 pacientes, sendo excluídos os pacientes presidiários, indígenas, menores de idade e com doenças mentais. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da UFMS, conforme protocolo nº 872. A análise estatística foi realizada utilizando-se o “Software” SigmaStat, versão 2.0 e o programa EpiInfo V.3.3.2 - fev.2005, considerando diferenças, relações e correlações significativas quando o nível de significância, valor de “p” foi menor que 0,05. A comparação entre os pacientes que apresentavam obesidade a menos de 15 anos e aqueles que apresentavam obesidade há 15 anos ou mais, em relação à quantidade das co-morbidades avaliadas neste estudo, foi avaliada por meio do teste não paramétrico de Mann-Whitney. Resultados: Dos 252 pacientes atendidos 80,15% eram do sexo feminino e 19,84% do sexo masculino; a idade média foi de 36,07±10,16 anos; quanto à etnia 86,53% eram brancos, 3,26% mulatos, 5,31% pardos e 4,90% negros; quanto à procedência 66,7% residiam em Campo Grande/MS, 31,72% residiam em outros municípios de MS e 1,58% residiam fora de MS; quanto aos dados clínicos a variação média de estatura foi de 1,62±0,10m, de peso 136,89±91,75kg e IMC 48,12±6,69Kg/m2; houve predomínio das comorbidades: hipertensão 63,49%, dispnéia aos esforços 55,56%, varizes de membros inferiores 45,63% e depressão 36,51%. Conclusão: A co-morbidade de maior ocorrência foi a hipertensão arterial, seguida por: dispnéia aos esforços, varizes de membros inferiores e depressão, sendo a hipertensão influenciada pelo IMC e tempo de obesidade. Sendo obesidade uma doença grave e complexa acredita-se que a atuação de uma equipe multidisciplinar, com conhecimento das alterações provocadas pela obesidade possa auxiliar e motivar o paciente para o tratamento.
Just like a global epidemy, has been following the most morbid chronic diseases. The growing prevalence of overweight and obesity is associated to chronic diseases related to the diet (comorbidity), including diabetes mellitus type 2, arterial hypertension, cardiovascular diseases, osteoarthritis articulate, sleep apnea, hepatic esteatosis, some cancer types, menstrual irregularity, hirsutism, urinary incontinence, and psychological disorders. Objective: Identify the profile epidemiologist of morbid obesity patients in a University Hospital Bariatric Surgery Program in Campo Grande/MS. Methods: 252 patients from the NHU/UFMS Bariatric Surgery Clinic were retrospectived studied between February 2004 and April 2007. The patients were excluded prisoners, indigenous people, children under age and with mental illness. This study was approved by the Ethics Committee of UFMS as Protocol Nº 872. Statistical analysis was performed using the "Software" SigmaStat, version 2.0 and the program EpiInfo V.3.3.2 - fev.2005, considering differences, relationships and significant correlations when the level of significance, value of "p" was less than 0.05. The comparison between the patients who had obesity to less than 15 years and those who had obesity for 15 years or more, for the quantity of co-morbidities evaluated in this study, was evaluated by test not parametric Mann-Whitney. Results: Of 252 taken care of patients 80.15% were of feminine sex and 19.84% of the masculine sex; the average age was of 36,07±10,16 years; for about race 86.53% were white, 3.26% were mulatto, 5.31% were mediums brown and 4.90% blacks; for about origin 66.7% inhabited in Campo Grande /MS, 31.72% inhabited in other cities of MS and 1.58% inhabited outside of MS; for about to the clinical data the average variation of stature was of 1,62±0,10m, of weight 136,89±91,75kg and IMC 48,12±6,69Kg/m2; it had predominance of the co-morbidities: arterial hypertension 63.49%, dyspnea 55.56%, varicose veins 45.63% and depression 36.51%. Conclusion: The arterial hypertension in the obesity is the illness of bigger occurrence, followed by: dyspnea, varicose veins depression, as hypertension influenced by the BMI and obesity time. The obesity is a serious illness and complex it is essential to the performance of a multidisciplinary staff, where all the involved professionals have knowledge of the alterations provoked for the obesity and can assist and motivate the patient for the adjusted treatment, As obesity a serious disease and complex it is believed that the actions of a multidisciplinary team, with knowledge of the changes caused by obesity and can help motivate the patient for treatment.
Palavras-chave: Obesidade
Morbidade - tendências
Epidemiologia
Obesity
Morbidity - trends
Epidemiology
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/306
Data do documento: 2008
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Anna Christina Charbel Costa.pdf2,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.