Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/303
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização clínica e epidemiológica de casos de Dengue internados em Hospital Público de Campo Grande - MS
Autor(es): Quintanilha, Analice Cristhian Flavio
Abstract: Em Campo Grande – MS, o primeiro surto de dengue foi verificado em 1987, quando foi isolado o DEN-1; mas somente em 1990 ocorreu a primeira epidemia de dengue. Em 1996 ocorreu a introdução do DEN-2, cursando com nova epidemia; em 2003, confirmou-se a introdução do vírus DEN-3, a partir disto ocorreram novos surtos e epidemias, que culminaram com a de 2007. Trata-se de um estudo transversal do tipo série de casos onde são apresentados os aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais. Foram obtidos dados secundários de um universo total de 247 prontuários, pacientes internados durante a epidemia de dengue no período de agosto de 2006 a setembro de 2007, no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul. Observou-se que 90% (n=224) dos casos, cursaram com as formas mais graves da doença, principalmente entre a classificação de DCC, 63,2% (n=156); a duração média da internação permaneceu em 14 dias, tendo como desfecho final para apenas 0,04% o óbito, número considerado baixo. A faixa etária mais acometida foi de pessoas em idade produtiva (16 a 60 anos), com maior predominância entre o sexo feminino. As principais manifestações gerais foram febre, mialgia e cefaléia, e como manifestações hemorrágicas mais freqüentes a prova do laço positiva, petéquias e gengivorragia; entre as mulheres foi observada metrorragia. O sinal de alarme com maior representatividade foi dor abdominal intensa. Em relação aos exames laboratoriais houve hemoconcentração em pequena porcentagem do universo estudado, principalmente entre os que apresentaram maior gravidade da doença. A dosagem de albumina foi realizada na maioria dos casos, o que auxiliou na classificação e fechamento das notificações, mantendo-se abaixo dos níveis limítrofes entre os pacientes que realizaram o exame, independente da classificação. As enzimas hepáticas apresentaram uma elevação dos valores superiores a dez vezes os da normalidade, e houve uma predominância da elevação de AST sobre a ALT; a sorologia para IgM foi coletada e analisada na metade dos casos, apresentando-se positiva, porém por se tratar de pacientes internados com potencial para quadros graves deveria ter sido realizada em 100% da população. Das comorbidades apresentadas o sistema cardiovascular foi o mais representativo. Houveram poucos casos de complicações durante a internação.
In Campo Grande - MS, the first outbreak of dengue was established in 1987, when it was isolated DEN-1, but only in 1990 was the first dengue epidemic. In 1996 came the introduction of DEN-2, coursing with new epidemic, in 2003, confirmed the introduction of DEN-3 virus, from this there were further outbreaks and epidemics, which culminated in 2007. This is a cross-sectional study of series of cases where we present the epidemiological, clinical and laboratory findings. Secondary data were obtained from a total universe of 247 medical records of patients admitted during the dengue epidemic in the period August 2006 to September 2007, at Hospital Regional de Mato Grosso do Sul was observed that 90% (n = 224) cases, attended with the most severe forms of the disease, especially among the rank of DCC, 63.2% (n = 156), the average length of stay remained at 14 days, with the final outcome for only 0.04% o death, a number considered low. The most affected age group was people of working age (16-60 years), with higher prevalence among females. The main general manifestations were fever, myalgia and headache, and how bleeding most frequent positive tourniquet test, petechiae and gingival bleeding, among women was observed metrorrhagia. The alarm signal with the largest representation was intense abdominal pain. Regarding laboratory in hemoconcentration were very small percentage of the universe studied, especially among those who had more severe disease. The albumin was performed in most cases, which helped in the classification and reporting of the closure, remaining below the threshold between the patients who were examined, regardless of classification. Liver enzymes showed an increase in values over ten times the normal, and there was a predominance of AST elevation of ALT, the IgM serology was collected and analyzed in half the cases, presenting a positive, but because it is patients admitted with potential for severe would have been achieved in 100% of the population. Comorbidities of the cardiovascular system was most representative. There were few cases of complications during hospitalization.
Palavras-chave: Epidemiologia
Febre Hemorrágica da Dengue
Dengue
Epidemiology
Dengue Hemorrhagic Fever
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/303
Data do documento: 2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Analice Cristhian Flavio Quintanilha.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.