Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2896
Tipo: Dissertação
Título: Infecção por papilomavírus humano, Chlamydia trachomatis, Gardnerella vaginalis e Trichomonas vaginalis em mulheres profissionais do sexo, Campo Grande, MS
Autor(es): Almeida, Larissa Zatorre
Abstract: infecção persistente pelos tipos de alto risco oncogênico de Papilomavírus humano (HR-HPV) está intimamente associada ao câncer cervical. As coinfecções por outros micro-organismos como Chlamydia trachomatis, Gardnerella vaginalis e Trichomonas vaginalisna região endocervical, podem potencializar a infecção pelo Papilomavírus humano (HPV), facilitando a entrada e persistência viral. A transmissão destes patógenos ocorre principalmente por contato sexual, portanto as mulheres profissionais do sexo representam um grupo de risco para estas infecções. O presente estudo teve como objetivo determinar a infecção pelo HPV, os principais tipos virais e as coinfecções por C. trachomatis, G. vaginalis e T. vaginalis em amostras autocoletadas de mulheres profissionais do sexo, Campo Grande – MS.A detecção do DNA de HPV foi realizada utilizando os primers PGMY 09/11 (450pb) e a integridade das amostras amplificando o gene para β-globina (GH20/PC04 – 286pb).A genotipagem das amostras positivas foi realizada por Reação de Polimerização em Cadeia Tipo Específica (TS-PCR) e Polimorfismo no Comprimento do Fragmento de Restrição (RFLP).Após a genotipagem as amostras foram submetidas, em separado,à PCR para a detecção de coinfecção por C. trachomatis com os primers KL 1/2 (240pb), G. vaginalis com os primers GV 1/2 (310pb) e T. vaginalis com os primers TVK 3/7 (300pb). Os resultados foram visualizados em gel de agarose 1,5% e 3% e fotodocumentados (UVP software Doc. It-LS versão 7.1), este trabalho foi aprovado no CEP UFMS nº 873.060. Foi encontrada frequência de 19,4% de HPV-DNA, sendo os tipos HPV31, 6 e 53 os mais frequentes neste estudo. Houve predominância de HR-HPV e elevada presença de infecções múltiplas (84,61%), ou seja, por mais de um tipo de HPV. A presença de coinfecção por HPV e outros micro-organismos foi detectada tanto com C. trachomatis, quanto com G. vaginalis. Observou-se também que mulheres profissionais do sexo que não fazem uso depreservativos e as que não realizam o exame citológicoestão predispostas a adquirir a infecção pelo HPV. Nossos achados ressaltam a importância de estudos mais abrangentes entre as populações de risco, auxiliando estratégias para a implementação de medidas de conscientização, bemcomo auxiliar em estudos futuros paraintrodução de vacinas contra os tipos virais mais predominantes, de acordo com as diferenças entre asregiões geográficas.
ABSTRACT - Persistent infection with oncogenic types of high-risk human papillomavirus (HR-HPV) is directly associated with cervical cancer. Other micro-organisms coinfection such as Chlamydia trachomatis, Gardnerella vaginalis and Trichomonas vaginalis in the endocervical region may enhance the infection by the human papillomavirus (HPV), making the entry and viral persistence become easy. The transmission of these pathogens occurs primarily through sexual contact, so the women sex workers are an infection risky group. This study aimed at determining the HPV infection, the major viral types and C. trachomatis, G. vaginalis and T. vaginaliscoinfections in self-collected samples of female sex professionals, Campo Grande - MS. HPV DNA detection was performed using primers PGMY 09/11 (450 bp) and sample integrity amplifying the gene for β-globin (GH20 / PC04 - 286 bp). Positive samples genotyping was performed by (TS-PCR) Specific Type Chain Polymerization Reaction and Restriction Fragment Polymorphism Length (RFLP). After genotyping samples were subjected to separate PCR for coinfection detection with C. trachomatis primers KL 1/2 (240 bp), G. vaginalis with GV 1/2 primers (310 bp) and T. vaginalis 3/7 TVK with the primers (300 bp). Results were viewed by 1.5% and 3%agarose gel and (UVP software Doc. It-LS version 7.1) photo-documented as well. In addition this study was approved by CEP UFMS No. 873,060. 19.4% of HPV-DNA had been founded, which are HPV types 31, 6 and 53 the most frequent in this study. It was noticed HR-HPV predominance and high presence of multiple infections (84.61%) that is more than one HPV type. The presence of co-infection with HPV and other micro-organisms was detected with both C. trachomatis and with G. vaginalis. It was also observed that female sex professionals who do not use condoms and do not perform the screening test are predisposed to acquiring HPV infection. Our findings point out the importance of further comprehensive studies on the populations at risk, supporting strategies to implement awareness-raising measures, and also assisting in future studies on the purpose of introducing vaccines against the most prevalent viral types, according to different geographical regions.
Palavras-chave: Papillomaviridae
Chlamydia trachomatis
Gardnerella vaginalis
Trichomonas vaginalis
Profissionais do Sexo
Mulheres
Sex Workers
Women
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2896
Data do documento: 2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Doenças Infecciosas e Parasitárias

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Larissa Zatorre Almeida.pdf2,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.