Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2891
Tipo: Dissertação
Título: Enteroparasitos em catadores de materiais recicláveis em Campo Grande - MS
Autor(es): Higa Júnior, Minoru German
Abstract: Catadores de materiais recicláveis são indivíduos de baixa renda que se dedicam às atividades de coleta, triagem, processamento, transformação e comercialização desses produtos, sendo considerados de extrema vulnerabilidade. As parasitoses intestinais constituem problema de saúde pública no Brasil e estão associadas a insatisfatórias condições de vida e de saneamento básico, má higiene pessoal e carência alimentar. Este estudo propôs estimar a prevalência de parasitas intestinais em catadores de materiais recicláveis em Campo Grande – MS e relacioná-las com níveis de vitaminas A e C e a produção de interleucinas 5 (IL-5) e 10 (IL-10). No período de junho de 2014 a junho de 2015 foram realizadas coletas de materiais biológicos e dados sociodemográficos, clínicos e epidemiológicos dos catadores cadastrados junto às cooperativas Coopermaras e Coopernova e dos que atuam de forma independente no Aterro Sanitário. Os exames de fezes foram executados pelos métodos de sedimentação por centrifugação e sedimentação espontânea, hemograma foi realizado de forma automatizada, as dosagens de vitaminas A e C foram processadas pelo método de cromatografia líquida de alta resolução e as das citocinas séricas (IL-5 e IL-10) pelo método imunoenzimático ELISA. Para o tratamento dos parasitas patogênicos, foram utilizados metronidazol (protozoários) e albendazol (helmintos). Orientações dietéticas para os que apresentaram deficiência de vitaminas A e C e quanto à prevenção de enteroparasitas também foram feitas. Do total de catadores de materiais recicláveis (n=66), 43,9% eram portadores de parasitas intestinais. Considerando apenas os enteroparasitas patogênicos, houve uma prevalência de 16,7% (11/66). As espécies mais frequentes foram: Endolimax nana (22,7%), Entamoeba coli (21,1%), Giardia lamblia (6,1%), Entamoeba histolytica/Entamoeba dispar (4,5%) e Ascaris lumbricoides (4,5%). Não houve diferença na proporção de indivíduos com hipovitaminoses A, C e produção de IL-5 e IL-10 entre positivos e negativos para parasitas patogênicos. Conclui-se que infecções por parasitas patogênicos não constituem causas de deficiências de vitaminas A e C e produção de IL-5 e IL-10 em catadores de materiais recicláveis do município de Campo Grande – MS.
ABSTRACT - Waste pickers of recyclable materials are poor people that dedicated to the collection activities, screening, processing, transformation and marketing of those products, being considered of extreme vulnerability. Intestinal parasites are a public health problem in Brazil and are associated with unsatisfactory life conditions and sanitation, poor personal hygiene and food shortage. This study aimed to estimate the prevalence of intestinal parasites in waste pickers of recyclable materials in Campo Grande - MS and relate them with levels of vitamins A and C and the production of interleukin 5 and 10. From June 2014 to June 2015, biological samples, sociodemographic, clinical and epidemiological data of professionals registered in Coopermaras and Coopernova cooperatives and that work independently in the landfill were collected. Stool examinations were performed through methods of sedimentation by centrifugation and spontaneous sedimentation, the blood count was carried out in an automated way, dosages of vitamins A and C were processed by liquid chromatography of high resolution and serum cytokines (IL-5 and IL-10) by enzyme immunoassay ELISA. For the treatment of pathogenic parasites, metronidazol (protozoa) and albendazol (helminths) were used. Orientations for the prevention of intestinal parasites and diet for those who had deficiency of vitamins A and C were also made. Of the total (n = 66), 43,9% had intestinal parasites. Considering only the pathogenic intestinal parasites, there was a prevalence of 16,7% (11/66). The most frequent species were Endolimax nana (22,7%), Entamoeba coli (21,1%), Giardia lamblia (6,1%), Entamoeba histolytica/ Entamoeba dispar (4,5%) and Ascaris lumbricoides (4,5%). There was no difference in the proportion of waste pickers with hypovitaminosis A, C and production of IL-5 and IL-10 between positive and negative for pathogenic parasites. It is concluded that infection by pathogenic parasites don’t constitute causes of hypovitaminosis A and C and production of IL-5 and IL-10 in waste pickers of recyclable materials in the city of Campo Grande – MS.
Palavras-chave: Saúde do Trabalhador
Catadores
Reciclagem
Doenças Parasitárias
Vitamina A
Ácido Ascórbico
Citocinas
Occupational Health
Solid Waste Segregators
Recycling
Parasitic Diseases
Vitamin A
Ascorbic Acid
Cytokines
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2891
Data do documento: 2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Doenças Infecciosas e Parasitárias

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Minoru German Higa Júnior.pdf517,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.