Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2846
Tipo: Dissertação
Título: Ecologia reprodutiva de deuterocohnia meziana kuntz ex mez (bromeliaceae), Corumbá, MS
Autor(es): Arruda, Kelly Conceição Rondon de
Abstract: Deuterocohnia meziana Kuntze ex Mez pertence à família Bromeliaceae e à subfamília Pitcairnioideae. A espécie ocorre em Corumbá, Mato Grosso do Sul, em áreas próximas a Morraria do Urucum, formadas por bancadas lateríticas (“cangas”), as quais possuem uma grande importância tanto pelo seu caráter insular quanto pela escassez de informações sobre este bioma particular. O objetivo deste estudo foi investigar a ecologia reprodutiva (fenologia, biologia floral, sistema preferencial de reprodução e interações com a fauna polinizadora) de uma população natural de D. meziana de cangas em Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil. A coleta de dados foi realizada em uma população natural localizada em uma bancada laterítica do Parque Natural Municipal de Piraputangas, distante 25 quilômetros da área urbana de Corumbá-MS. A fenologia foi avaliada no período de 13 meses, de Março de 2015 a Março de 2016. As características florais, produção de néctar e os visitantes florais foram estudados e para caracterizar o sistema reprodutivo foram conduzidos cinco tratamentos de polinização. D. meziana apresenta dois picos de floração, com padrão de floração contínuo ao longo do ano, facilitando a manutenção de seus agentes polinizadores. A espécie é xenogâmica e auto-incompatível, apresentando formação de frutos apenas no teste de polinização cruzada e polinização livre. A auto-incompatibilidade apresentada pela espécie indica a necessidade de grãos de pólen exógenos e da ação de polinizadores para que ocorra a formação de frutos através de fecundação cruzada. Após o período reprodutivo sexual, a espécie investe na reprodução assexuada com a produção de brotos (clones). O estigma encontra-se receptivo durante a antese e os grãos de pólen apresentaram alta viabilidade. A espécie apresenta dois tipos de inflorescência, jovem e perene, foram observadas médias de 13,1 ± 15,0 flores abertas por dia nas inflorescências jovens, e de 3,6 ± 3,5 nas inflorescências perenes. D. meziana produz maior quantidade de néctar no período matutino, com características de volume e concentração de açúcar que permitem classificar a espécie como generalista, sendo uma flor ornitófila, visitada também por abelhas. Os seguintes polinizadores foram observados: Beija-flores da família Trochilidae: Chlorostilbon lucidus e Hylocharis chrysura; abelhas da família Apidae: Apis mellifera e Bombus morio. Também foi observada a liberação de néctar extrafloral em botões florais e na corola das flores em antese, o que foi correlacionado com a presença de visitantes florais de espécies de formigas das famílias Pieridae e Formicidae.
ABSTRACT - Deuterocohnia Meziana Kuntze ex Mez belongs to the bromeliad family and Pitcairnioideae subfamily. The species occurs in Corumbá, Mato Grosso do Sul, in areas near Morraria of Urucum, formed by lateritic stands ("cangas"), which have a great importance both for its insular character and the scarcity of information on this particular biome. The aim of this study was to investigate the reproductive ecology (phenology, floral biology, preferred system of reproduction and interactions with the pollinating fauna) of a natural population of D. Meziana sarongs in Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brazil. Data collection was conducted in a natural population located on a lateritic bench of the Municipal Natural Park Piraputangas, distant 25 kilometers from the urban area of Corumbá-MS. Phenology was assessed in 13 months, from March 2015 to March 2016. The floral characteristics, production of nectar and floral visitors were studied and to characterize the reproductive system were conducted five pollination treatments. D. Meziana features two flowering peaks, with standard continuous flowering throughout the year, facilitating the maintenance of their pollinators. The species is xenogamic and self-incompatible, with fruit formation only in the cross-pollination test and open pollinated. Self-incompatibility presented by species indicates the need for exogenous pollen and pollinating action to occur the formation of fruit through cross-pollination. After the sexual reproductive period, the species invests in asexual reproduction with the production of shoots (clones). The stigma is receptive during anthesis and pollen grains showed high viability. The species has two types of inflorescence, young and perennial, averaging 13.1 ± 15.0 flowers open daily in young inflorescences were observed, and 3.6 ± 3.5 in the perennial inflorescences. D. Meziana produces higher amount of nectar in the morning, with volume characteristics and concentration of sugar for classifying the species as generalist, one ornithophilous flower, also visited by bees. The following pollinators were observed: Hummingbirds Trochilidae family: Chlorostilbon lucidus and Hylocharis chrysura; Apidae family of bees: Apis mellifera and Bombus morio. It also was the release of extrafloral nectar in flower buds and corolla of the flowers in anthesis, which was correlated with the presence of pollinators of ant species of Pieridae and Formicidae families.
Palavras-chave: Ecologia
Polinizadores
Bromeliácea
Ecology
Pollinators
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2846
Data do documento: 2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Kelly Conceição Rondon de Arruda.pdf1,47 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.