Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2838
Tipo: Dissertação
Título: Fenologia reprodutiva, sistema de reprodução e polinização de três espécies sintópicas de tillandsia (bromeliaceae: tillandsioideae) em vegetação chaquenha: estudo comparado
Autor(es): Gomes, Aline da Conceição
Abstract: Bromeliaceae é uma família de angiospermas cuja distribuição é quase exclusivamente Neotropical. Cerca de metade das espécies conhecidas de bromélias são epífitas. No Brasil a maioria dos estudos sobre floração, sistema de reprodução e polinização com Bromeliaceae foi desenvolvido na Floresta Atlântica, seguidos por poucos registros para as formações de Caatinga, Cerrado, em vegetação de campo rupestre e floresta ombrófila mista. Estudos desta natureza são ainda mais escassos para vegetação chaquenha e os poucos dados conhecidos são oriundos do Chaco Argentino e para vegetação de Chaco brasileiro há apenas um. Em Tillandsioideae ocorrem alguns dos mais diversos gêneros de Bromeliaceae, como por exemplo, Tillandsia, cuja distribuição é a mais ampla da família. O gênero é constituído por ervas, epífitas ou rupícolas, de tamanho variável. Neste trabalho, apresentado em um capítulo que será submetido a revista Flora, foram investigados comparativamente a fenologia reprodutiva, a morfologia e a biologia floral, o sistema de reprodução, os visitantes florais e polinizadores de três espécies sintópicas de Tillandsia (T. duratti, T. loliacea, T. recurvifolia) em remanescente de vegetação chaquenha. As três espécies apresentaram diferença quanto ao padrão de floração e frutificação, à morfologia floral e não compartilharam visitantes florais e polinizadores, apresentando sobreposição de seus períodos de floração. A floração na estação seca pode ter sido ser responsável pela relação negativa das espécies com fotoperíodo. A relação positiva com a pluviosidade e a umidade relativa do ar entre T. duratii e T. recurvifolia, respectivamente, provavelmente ocorreu devido as datas médias destas ocorrerem nos meses de abril e junho, meses atípicos nos anos da amostragem, com altos índices de pluviosidade. Enquanto que em T. loliacea a pluviosidade de quase zero em julho possa ter contribuído com a relação negativa com a umidade relativa do ar. Frutificação sazonal e na estação seca foi registrada somente para T. recurvifolia, enquanto, as demais frutificam o ano todo e dispersam no período chuvoso. Este trabalho mostrou a ocorrência de polinização bimodal em T. duratii (mariposas não-esfingídeo e abelhas medio-grande porte) e T. recurvifolia (beija-flores e borboletas) e provável ocorrência de polinização generalista (entomófila) em T. loliacea. Somente T. recurvifolia é autoincompatível e depende de vetor de pólen/polinizador, enquanto as demais espécies são auto-compatíveis e autoférteis.
ABSTRACT - Bromeliaceae is a family of angiosperms plants whose distribution is almost exclusively Neotropical. Approximate half of the known species of bromeliads are epiphytes. In Brazil, most studies of flowering, reproduction and pollination system with bromeliads was developed in the Atlantic Forest,followed by a few records in Caatinga, Cerrado, in rupestrian fields and mixed ombrophilous forest. Studies on these topics are scarce for Chaco vegetation and the few known data are from the Argentine Chaco with the Brazilian Chaco there is only one. One of the largest genera of Bromeliaceae, is Tillandsia, presenting the wider distribution within subfamily and bromeliads as a whole. The genus include species with variable habits as herbs, epiphytes or rupicolous with variable size. In this paper presented in a chapter that will be submitted to the journal Flora, we were investigated compared to reproductive phenology, morphology and floral biology, the reproductive system, the pollinators and pollinaton of three syntopic species of de Tillandsia (T. duratti, T. loliacea, T. recurvifolia) in a remmant of Chaco vegetation. The three species showed differences in the pattern of flowering and fruiting, the floral morphology and not shared floral visitors and pollinators, with overlap of flowering periods. The flowering in the dry season may have been be responsible for the negative relationship between the species and day lenght. The positive relationship with rainfall and air humidity between T. duratti and T. recurvifolia, respectively, probably due the average dates of these occur in the months of April and June, atypical months in the years of sampling, with high rainfall. While in T. loliacea rainfall of nearly zero in July may have contributed to the negative relation to the ar humidity. Seasonal and dry season fruiting was recorded onlyT. recurvifolia, while other fruit all year round and disperse during the rainy season. This paper shows the occurrence of bimodal pollination T. duratii (“settling-moths” and medium-large bees) and T. recurvifolia (hummingbird and butterflies) and likely occurrence of generalist pollination (entomophilous) in T. loliacea. Only T. recurvifolia is self incompatible and depends on pollen / pollinator vector, while other species are self-compatible.
Palavras-chave: Epífita
Fenologia
Morfologia
Epiphytes
Phenology
Morphology
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2838
Data do documento: 2016
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Aline da Conceição Gomes.pdf1,25 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.