Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2766
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação do ensino de jornalismo na região centro-oeste sob o impacto do fim da obrigatoriedade do diploma
Autor(es): Sturza, Catarine Moscato
Abstract: Este trabalho apresenta reflexões sobre a construção da profissão, formação universitária e obrigatoriedade do diploma em jornalismo. O objetivo geral foi analisar os impactos do fim da exigência do diploma no ensino de jornalismo da região Centro-Oeste do Brasil. Em 17 de junho de 2009, o Supremo Tribunal Federal pôs fim à exigência do diploma ao exercício profissional do jornalismo. Desta forma, em um primeiro momento, a revisão bibliográfica fomenta discussões sobre a profissionalização e a questão identitária do jornalismo. O ensino de jornalismo e a obrigatoriedade do diploma para exercício da atividade também são pontos discutidos na fundamentação teórica. A pesquisa de campo compreende o desenvolvimento do ensino superior em Jornalismo após o fim da obrigatoriedade do diploma na região Centro- Oeste do Brasil. São avaliadas as seguintes instituições públicas e privadas: Brasília (UnB e UniCEUB), Goiás (UFG e PUC-GO), Mato Grosso (UFMT e UNIC) e Mato Grosso do Sul (UFMS e UCDB). Os dados são obtidos por meio de análises do processo seletivo para ingresso no curso, Projeto Político-Pedagógico, estrutura curricular, e questionários aplicados a alunos concluintes e coordenadores dos cursos analisados. O período estudado foi o de 2009 a 2013, os quatro anos seguintes à decisão do STF. Os resultados permitiram concluir que os itens do Projeto Político-Pedagógico das instituições analisadas estão, ainda, atrelados as Diretrizes Curriculares Nacionais de 2001 e poucas mudanças foram feitas nestes documentos após o fim da exigência do diploma. Observou-se que as estruturas curriculares sofreram alterações nos últimos anos, principalmente, nas disciplinas de formação específica do jornalismo, ou seja, foi dado ênfase nos conteúdos profissionais e um consequente déficit em outras áreas de conhecimento da formação básica. A avaliação dos questionários respondidos por 79 alunos concluintes e quatro coordenadores mostrou que, a maioria, é a favor da obrigatoriedade do diploma. No entanto, considera que o fim de sua exigência, em 2009, não influenciou no curso que estuda ou coordena. A avaliação dos processos seletivos, de 2009 a 2013, mostrou que houve uma diminuição na procura pelo curso de jornalismo após a queda do diploma e, consequente, diminuição na relação candidato/vaga. Com isso, concluiu-se que, a maior mudança verificada nos cursos de jornalismo das instituições analisadas diz respeito à menor procura nos anos seguintes à decisão do STF.
ABSTRACT - This paper presents reflections on the construction of the profession, university education and compulsory degree in Journalism. The general goal was to analyze the impact of the end of the requirement of the diploma in Journalism education in the Midwest region of Brazil. On June 17th,2009, the Supreme Court put an end to the diploma requirement for professional practice of journalism. Thus, at first, the literature review fosters discussions on the professionalization and the identity issue of Journalism. Education in Journalism and the obligation of having a degree to exercise the activity in a professional way are also discussed in the theoretical basis points. Field research includes the development of higher education in Journalism after the end of compulsory diploma in the Midwest region of Brazil. The following public and private institutions are evaluated: Brasilia (UNB and UniCEUB), Goiás (UFG and PUC-GO), Mato Grosso (UFMT and UNIC) and Mato Grosso do Sul (UFMS and UCDB). The information is obtained through deep analysis of the selection process for admission to the course, political-pedagogical project, curriculum, and questionnaires given to graduating students and coordinators of the courses analyzed. The study period was from 2009 to 2013, the following four years from the Supreme Court decision. The results showed that the items of the political-pedagogical project of the analyzed institutions are still attached to the National Curriculum Guidelines of 2001 and few changes were made in these documents after the end of the diploma requirement. It was observed that the curricular structures have changed in recent years, mainly in the disciplines of specific journalism training, that is, it was given emphasis on professional content, and a consequent deficit in other areas of knowledge in basic training. The evaluation of questionnaires answered by 79 graduating students and four coordinators showed that the majority is in favor of mandatory law. However, it considers that the end of its requirement in 2009 did not influence the course studying or coordinates. The evaluation of the selection process from 2009 to 2013 showed that there was a decrease in demand for admission to studying journalism after the fall of the diploma, and consequently, decrease in applicant / opening ratio. Thus, it is concluded that the biggest change observed in journalism courses in the institutions analyzed is about the lower demand in the years following the Supreme Court decision.
Palavras-chave: Jornalismo
Brasil, Centro-Oeste
Ensino Superior
Journalism
Education, Higher
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2766
Data do documento: 2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Comunicação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Catarine Moscato Sturza.pdf1,98 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.