Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2570
Tipo: Dissertação
Título: Percepção do trabalhador sobre seu acidente de trabalho grave na construção civil
Autor(es): Souza, Mairy Batista de
Abstract: Os acidentes de trabalho estão imersos em concepções que envolvem determinantes sociais, econômicos, políticos, culturais e ideológicos. Neste estudo tivemos como objetivo compreender a percepção do trabalhador sobre o acidente de trabalho grave na construção civil, circunstâncias que ocorre, caminho percorrido do momento do acidente ao atendimento na rede de atenção à saúde, e as consequências. Pesquisa com abordagem qualitativa, descritiva e para análise dos dados pautamos-nos no referencial teórico-metodológico da hermêneutica-dialética a percepção da compreensão dos trabalhadores em relação a seu acidente de trabalho grave na construção civil. Utilizamos entrevistas para coleta de dados, com roteiro semi-estruturado, gravadas e transcritas, respondidas, por 17 trabalhadores da construção civil que sofreram acidente de trabalho grave de junho a agosto de 2010, atendidos em Hospital de referência de Campo Grande - Mato Grosso do Sul. Das questões norteadoras emergiram nove categorias. Na categoria ingresso na construção civil é relatado que ocorreu na adolescência. Nas três categorias, a informalidade na construção civil, as circunstâncias do acidente, a atribuição da culpa e a aceitabilidade social do acidente, identificamos que o trabalhador chama pra si a responsabilidade do acidente, assumindo o erro e justificando que ocorre por distração, descuido e desatenção. Na categoria caminho percorrido para o atendimento em saúde se evidenciou o transporte próprio e pelos amigos para acessar o atendimento em saúde. Para período de hospitalização do trabalhador, foi de 1 a 60 dias. As categorias, convivência com as dores, mudanças que não cessam pós-acidente de trabalho e a de difícil recomeço, desvelaram dores físicas, sequelas; incapacidades parciais permanentes; abandono por parte do empregador, perdas econômicas, dificuldades de retorno ao mercado de trabalho em condições satisfatórias de produção. Nas considerações se evidenciam condições de trabalho inalteradas. A saúde do trabalhador é uma área que ainda necessita de construções coletivas, com a participação de trabalhadores, pesquisadores e Estado.
ABSTRACT - Accidents at work are immersed in conceptions involving social determinants, economic, political, cultural and ideological. In this study we aimed to understand the perception of the construction worker about serious occupational injuries, circumstances of the accident, the path taken from the time of the accident until the service health care network, and the consequences. Qualitative and descriptive research, and for data analysis we based ourselves on the theoretical and methodological dialectical hermeneutics framework. We used semi-structured interviews to collect data, recorded and transcribed, that were answered by 17 construction workers who have suffered serious occupational injuries from June-August 2010, and were treated at a reference hospital for in Campo Grande – Mato Grosso do Sul. Analyzing the results emerged nine categories. In the category entry into the profession in construction it is reported to occur in adolescence. The three categories, informality in the civil construction, the circumstances of the accident, and the attribution of guilt and the social acceptability of the accident, assuming the error and explaining that it occurs by distraction, carelessness and inattention. Analysing the category path taken for health care was evident the use of own personal vehicle and help of friends to access the health care. For period of worker's hospitalization, one to 60 days. Categories, living with pain, changes that do not cease after work accident and difficult restart, unveiled physical pain, sequels, permanent partial disabilities, abandonment by the employer, economic losses, return difficulties in the labor market in satisfactory conditions of production. In the considerations are evident unchanged working conditions, contributing to the worker discredit. Workers' health is a field that still needs improvements, where the state must take the role of regulator and controller (with fiscalizations), ensuring the worker rights and equal opportunities.
Palavras-chave: Acidentes de Trabalho
Industrial Accidents
Construção Civil
Building
Higiene do Trabalho
Industrial Hygiene
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2570
Data do documento: 2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MAIRY BATISTA DE SOUZA.pdf929,29 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.