Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2524
Tipo: Tese
Título: Anticorpos antinucleares e antifosfolípides em filhos de mães com lúpus eritematoso sistêmico
Autor(es): Matos, Erica Naomi Naka
Primeiro orientador: Costa, Izaías Pereira da
Abstract: Introdução: O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença multissistêmica, crônica e autoimune caracterizada pela presença de vários anticorpos circulantes. Atinge principalmente mulheres em idade reprodutiva, mas as mulheres lúpicas geralmente têm fertilidade preservada. Existem poucos estudos avaliando os filhos destas mães e a dosagem de autoanticorpos não tem sido avaliada sistematicamente nestas crianças. Objetivos: Avaliar a presença de anticorpo antinuclear (FAN) e antifosfolípides (AAF) em filhos de mães com LES, com idade entre dois meses a 12 anos. Materiais e Métodos: Estudo prospectivo de coorte, no período de 12 de abril de 2013 a 30 de abril de 2014. A seleção das mães foi realizada no Ambulatório de LES do Serviço de Reumatologia do NHU/UFMS. Foi realizada a coleta de amostras de sangue dos filhos para pesquisa do FAN e AAF e quando positivo, repetido a cada três meses até a negativação sorológica ou a quarta coleta no período de um ano. Na positividade do FAN, na segunda coleta foram dosados o anti-Sm, anti-RNP, anti-DNA, anti-SSa e anti-SSb. Resultados: Foram selecionadas 133 crianças, com proporção F:M de 1,7 :1. Dezoito crianças apresentaram FAN positivo (13,5%), sendo o principal padrão encontrado o nuclear pontilhado fino (NPF) com títulos entre 1/160 a 1/5120. Todas as crianças negativaram até a terceira coleta, com exceção de quatro, mas sem alterações clínicas ou no desenvolvimento. Dezenove crianças (14%) apresentaram AAF positivos (o mais frequente foi o ACL IgG) e negativaram após a terceira coleta. Duas crianças apresentaram Lúpus Eritematoso Neonatal com manifestações cutâneas (1,5%). Alterações neurológicas foram encontradas em duas crianças com FAN positivo e três crianças com AAF positivo. Conclusões: Observou-se que quatro crianças mantiveram o FAN positivo ao longo do seguimento e estas devem ser acompanhadas a longo prazo para verificar se desenvolverão alguma doença autoimune.
ABSTRACT - Introduction: The Systemic lupus erythematosus (SLE) is a multisystem disease, chronic and autoimmune, which is characterized by the presence of various circulating antibodies. It mainly affects women of reproductive age, but the SLE women usually have the fertility preserved. There are few studies evaluating the children of these mothers and the dosage of autoantibodies has not been systematically evaluated in these children. Objectives: To evaluate the presence of antinuclear antibodies (ANA) and antiphospholipid (AAF) in children of mothers with SLE and at aged between two months and 12 years. Materials and Methods: Prospective cohort study, from 12th April 2013 to 30th April 2014. The selection of mothers was held at SLE Clinic of the Rheumatology Department of NHU / UFMS. It was performed a collecting of children's blood samples for analysis of ANA and AAF and when positive, repeated every three months until seroreversion or fourth collecting within the period of one year. In the positivity of ANA, in the second collecting were measured the anti-Sm, anti-RNP, anti-DNA, anti-SSa and anti-SSB. Results: 133 children were selected, with ratio of F:M of 1.7: 1. Eighteen children have presented positive ANA (13.5%) and the main pattern found was the nuclear fine speckled (NFS) with titers from 1/160 to 1/5120. All these children became negative to the third collection, except four, but no clinical changes or development. Nineteen children (14%) showed positive AAF (the most frequent was the ACL IgG) and became negative after the third collection. Two children presented Neonatal lupus erythematosus with cutaneous manifestations (1,5%). Neurological alterations were detected in two children with positive ANA and three children with positive AAF. Conclusions: It was observed that the four children maintained ANA positive during follow-up and they must be followed for long term in order to verify if they will develop some autoimmune disease.
Palavras-chave: Systemic Lupus Erythematosus
Autoanticorpos
Autoantibodies
Epidemiologia
Epidemiology
Gravidez - complicações e sequelas
Pregnancy Complications
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2524
Data do documento: 2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ERICA NAOMI NAKA MATOS.pdf33,36 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
ERICA NAOMI NAKA MATOS.pdf33,36 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.