Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2346
Tipo: Dissertação
Título: Caracterização da capacidade funcional de idosos com câncer de próstata em Mato Grosso do Sul
Título(s) alternativo(s): Characterization of the functional capacity of elder patients with prostate cancer in Mato Grosso do Sul
Autor(es): Ferraz, Carlos César Bontempo
Primeiro orientador: Aydos, Ricardo Dutra
Mattos, Inês Echenique
Abstract: A capacidade funcional pode ser definida como a aptidão do indivíduo em desempenhar suas atividades da vida diária, sem disfunção ou limitação e está relacionada a uma combinação de fatores intrínsecos e extrínsecos. A avaliação da funcionalidade antes e depois do início do tratamento do câncer pode contribuir para a prevenção de incapacidades e para uma melhor qualidade de vida nos pacientes. Este estudo teve como objetivo analisar os fatores associados à incapacidade funcional em idosos com câncer de próstata incidente, atendidos em hospitais do Sistema Único de Saúde de Campo Grande, MS. Foram utilizados dados secundários do projeto de pesquisa “Avaliação Geriátrica Multidimensional em idosos com câncer de próstata: viabilidade de implantação e potencial de impacto na sobrevida.” Constituíram a população de estudo 174 indivíduos que atenderam os critérios de inclusão e foram entrevistados entre abril de 2012 e março de 2014. Realizou-se a análise descritiva da população de estudo, segundo variáveis sociodemográficas e de dimensões da saúde global, entre elas a funcionalidade, e estimou-se a prevalência de dependência funcional em Atividades Básicas de Vida Diária (AVDs) e em Atividades Instrumentais de Vida Diária (AIVDs). Posteriormente, as variáveis que apresentaram associações estatisticamente significativas com esses dois desfechos foram avaliadas em modelos múltiplos por meio da regressão de Poisson. A média de idade da população de estudo foi de 72,09 (± 7,15) anos e a mediana de 72,0 anos, sendo que 43% dos indivíduos encontrava-se na faixa etária de 60-69 anos (n=75). A prevalência de dependência em AVDs na população de estudo foi de 20,1% (n=35), enquanto a prevalência de dependência em AIVDs correspondeu a 41,4% (n=72). Em relação a dependência em AVDs, idade (RP=1,07), escolaridade (RP=2,00) e estado emocional (RP=2,25) foram fatores independentes associados à incapacidade funcional nessas atividades no modelo final. No modelo múltiplo, mostraram associação independente com incapacidade funcional em AIVDs as variáveis idade (RP=1,04), escolaridade (RP=2,12) e cognição (RP=1,50). Os resultados apresentados são similares aos observados na literatura e apontam para a necessidade da realização de estudos longitudinais que avaliem fatores de risco para dependência nesse grupo populacional, de forma a subsidiar o planejamento de estratégias de promoção de saúde e prevenção de incapacidades, que visem à independência e melhor qualidade de vida dos idosos.
ABSTRACT - Functional capacity can be defined as the individual's ability to perform their activities of daily living without impairment or limitation and it is related to a combination of intrinsic and extrinsic factors. The evaluation of this feature before and after the initiation of cancer treatment can contribute to the prevention of disabilities and to a better quality of life in patients. This study aimed to analyze the factors associated with disability in elder patients with incident prostate cancer, before treatment in hospitals of the National Health System of Campo Grande, MS. This research used secondary data from the research project "Multidimensional Geriatric Assessment in elderly patients with prostate cancer:. Implementation feasibility and potential impact on survival" The study population was composed of 174 individuals who met the inclusion criteria and were interviewed between April 2012 and March 2014. We conducted a descriptive analysis of the study population according to sociodemographic variables and dimensions of global health, including functionality, and estimated the prevalence of functional dependence in Activities of Daily Living (ADLs) and Instrumental Activities of Daily Living (IADLs). Subsequently, we used Poisson regression for multivariate analysis. Mean age of the study population was 72.09 (± 7.15) years, median age was 72.0 years, and 43% of individuals were aged 60-69 years (n = 75). The prevalence of ADL dependence on the study population was 20.1% (n = 35), whereas the prevalence of dependence on IADL corresponding to 41.4% (n = 72). Regarding dependence on ADL, age (RP = 1.07), educational level (RP = 2.00) and emotional state (RP = 2.25) were independent factors associated with disability in these activities in the final model. In the multiple model the variables age (RP = 1.04), educational level (RP = 2.12) and cognition (RP = 1.50) were independently associated with functional disability in IADL. The results are similar to those reported in the literature and point to the need for longitudinal studies to assess risk factors for dependence in this population group, in order to support the planning of health promotion strategies and prevention of disabilities, aimed at independence and better quality of life for seniors.
Palavras-chave: Pessoas com Deficiência
Idoso
Neoplasias da Próstata
Envelhecimento
Disabled Persons
Aged
Prostatic Neoplasms
Aging
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/2346
Data do documento: 2015
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Carlos Cesar Bontempo Ferraz.pdf4,71 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.