Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1970
Tipo: Dissertação
Título: Um olhar sobre a construção identitária da mulher em A Cor Púrpura
Título(s) alternativo(s): A look at the identity construction of women in The Color Purple
Autor(es): Espindola, Bruna Cardoso
Abstract: Este trabalho, intitulado “Um olhar sobre a construção identitária da mulher em A Cor Púrpura”, tem como objetivo problematizar a obra The Color Purple, na sua versão em língua portuguesa, A Cor Púrpura, da intelectual afro-americana Alice Walker, via discurso de Celie, a protagonista da obra, analisando as principais m a r c a s do discurso da mulher, do discurso de exclusão, do discurso da violência. A partir do conceito de exclusão, trazemos o discurso do minoritário, dos preconceitos de uma forma abrangente, das formações identitárias definidoras de diferenças: um discurso que não está inscrito na “ordem” de quem está “autorizado” a dizer. A base teórico-metodológica da pesquisa é transdisciplinar e traz os Estudos Culturais, responsáveis por nos fornecerem as bases históricas da construção identitária, da exclusão e das relações de poder que perpassam os discursos dos grupos minoritários da obra; aliado a isso temos a Análise do Discurso, cujos pressupostos metodológicos e princípios analíticos subsidiam o processo analítico a partir da materialidade linguística, das formações discursivas e do interdiscurso: por meio da noção de formação discursiva, estudamos os interdiscursos que atravessam o discurso em pauta. A análise dos dados traz reflexões embasadas, especialmente, nos estudos de Pêcheux (2002), Foucault (2004), Coracini (2007), Hall (2005) e Guerra (2006). Textualmente a nossa pesquisa organiza-se em três capítulos. No primeiro, discorremos sobre as condições de produção do discurso a ser analisado, elementos que acreditamos ser de grande importância para que se entenda a obra, por isso, o capítulo subdivide-se em cinco partes, são elas: A intelectual Alice Walker, O protesto inserido em A Cor Púrpura, Crítica feminista, O Romance epistolar e Autor, narrador e personagem No segundo, apresentamos os pressupostos teóricos, focalizamos uma breve história dos Estudos Culturais, os temas abordados em cada uma das décadas que procedem ao seu surgimento, chegando até os dias atuais; trazemos também a história da Análise do discurso, alguns de seus conceitos básicos, destacando os conceitos de formação discursiva, interdiscurso e identidade; bem como algumas considerações acerca da “escrita de si”. No terceiro capítulo, apresentamos a análise e interpretação do discurso em pauta. De acordo com as orientações teóricas adotadas, detemos nossa pesquisa na discussão sobre as formações discursivas presentes no discurso da mulher excluída e violentada, sendo possível observarmos algumas das características que compõem esse movimento identitário. Desse processo discursivo, nossos dados revelam submissão, subalternidade, religiosidade - marcas essas que fazem Celie suportar a violência sofrida diante da sociedade machista da época.
ABSTRACT - This paper, titled "A look at the identity construction of women in The Color Purple," aims to discuss the book The Color Purple, in its Portuguese version, A Cor Púrpura,of the intellectual African-American Alice Walker, via Celie’s discourse, the protagonist of the book, analyzing the traces of the women's discourse, the discourse of exclusion, the discourse of violence. From the concept of exclusion, we bring the discourse of minority prejudice in a comprehensive manner, the formation of identity-defining differences: a discourse that is not enrolled in the "order" of who is "allowed" to say. The theoretical and methodological basis of the research is interdisciplinary and brings Cultural Studies, responsible for providing us with the historical bases of identity construction, exclusion and power relations that permeate the discourse of the minority groups; allied to it we bring the Discourse Analysis which methodological assumptions and analytical principles subsidize the analytical process from the materiality linguistic, discursive formations and interdiscourse: through the notion of discursive formation, we studied the interdiscourses crossing the speech in question. Data analysis brings reflections based, especially in studies of Pêcheux (2002), Foucault (2004), Coracini (2007), Hall (2005) and Guerra (2006). Textually our research is organized in three chapters. In the first, we describe some of the conditions of production of the discourse to be analyzed, elements that we believe is of great importance for understanding the work, so the chapter is divided in five parts, they are: The Intellectual Alice Walker, The protest inserted in The Color Purple, The Feminist Critique and The epistolary romance and Author, narrator and character. In the second, we present the theorical assumptions, we focus on a brief history of Cultural Studies, the topics covered in each of the decades that come to its appearance, even to the present day; we bring also the history of discourse analysis, some of its basics concepts, contrasting the concepts of discursive formation, interdiscourse and identity; well as some considerations about the "writing itself." In the third chapter, we present the analysis and interpretation of the discourse in question. According to the theoretical orientations adopted, we own our research in the discussion of discursive formations present in the speech of women and excluded raped, being able to observe some of the features that make this movement identity. In this discursive process, our data show submission, subordination, religiousness - these traces that make Celie endures the violence in the face of sexist society of the time.
Palavras-chave: Análise do Discurso
Discurso
Violência
Racismo
Racism
Discourse
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1970
Data do documento: 2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Estudos de Linguagens

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Bruna Cardoso Espindola.pdf969,9 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.