Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1923
Tipo: Tese
Título: Depressão, ansiedade, atividade da doença e perfil de auto- anticorpos em pacientes do sexo feminino com Lupus Eritematoso Sistêmico
Título(s) alternativo(s): Depression, anxiety, disease activity and autoantibodies profile in female patients with Systemic Lupus Erythematosus
Autor(es): Ayache, Danusa Céspedes Guizzo
Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de quadros depressivos e ansiosos em 50 pacientes do sexo feminino com o diagnóstico de Lupus Eritematoso Sistêmico (LES), relacionando-os com a atividade da doença e alguns auto-anticorpos. A metodologia utilizada foi: avaliação clínica psiquiátrica (pelos critérios da Classificação Internacional de Doenças, décima revisão - CID 10) e reumatológica (pelos critérios do Colégio Americano de Reumatologia); aplicação das escalas de Hamilton para Depressão (HAM-D) e Ansiedade (HAM-A); aplicação da escala SLEDAI (Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index) e dosagem dos anticorpos ANCA, anti-dsDNA, Anti-P, anti-RNP, anti-SM, anti-SSA/Ro, anti-SSB/La, anti-SCL 70, anticardiolipina IgG e IgM, anticoagulante lúpico, anti-histona e anti-centrômero. As avaliações foram repetidas após 6 meses. A média de idade das pacientes foi de 34,2±9,2 anos; houve predominância de afro-descendentes (58%) e casadas (52%). Pela avaliação clínica psiquiátrica pelo CID 10, os distúrbios mais frequentes foram: Episódio Depressivo Moderado (22%) e Episódio Depressivo Leve (18%); pela HAM-D, Depressão leve (24%) e moderada (24%) e pela HAM-A, Ansiedade leve (20%) e grave (16%). Na avaliação inicial, houve correlação entre o diagnóstico de Depressão pela CID 10 e pela HAM-D; entretanto, não foi observada correlação entre o diagnóstico de Ansiedade pela CID 10 e a HAM-A. Na 1ª avaliação, 84% estavam em atividade da doença, pela SLEDAI. Houve uma tendência à diminuição das pontuações em todas as escalas na 2ª avaliação. Nas 2 avaliações não foi encontrada associação significativa, utilizando-se o teste de Fischer, entre os diagnósticos de Depressão e Ansiedade pelo CID 10 e pelas escalas HAM-D e HAM-A, com a atividade da doença. Nos dois momentos do estudo o auto-anticorpo mais encontrado foi anti-SSA/Ro (26% e 29,9%). Não foi encontrada associação significativa, utilizando-se o teste de Fischer, entre os diagnósticos de Depressão e Ansiedade pelo CID 10, na 1ª avaliação, com nenhum dos auto-anticorpos avaliados. Também não foi encontrada esta associação pelas escalas HAM-D e HAM-A nos dois tempos analisados. Concluiu-se que seria necessária uma ampliação do estudo, com um maior número de pacientes com LES, para examinar melhor a relação dos quadros de Depressão, Ansiedade, atividade lúpica e presença de auto-anticorpos nesta patologia.
The objective of this study was to evaluate the prevalence of Depressive and Anxiety disorders in 50 female patients with Systemic Lupus Erythematosus (SLE), exploring the association of this disorders with disease activity and some autoantibodies. The methodology used was: clinical psychiatric evaluation (by the criteria of the International Classification of Diseases, Tenth Revision - ICD 10) and rheumatological evaluation (by the criteria of the American College of Rheumatology); application of the Hamilton scales for Depression (HAM-D) and Anxiety (HAM-A), application of the scale SLEDAI (Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index) and dosage of antibodies ANCA, anti-dsDNA, anti-P, anti-RNP, anti-Sm, anti-SSA/Ro, anti-SSB/La, anti-SCL 70, anticardiolipin IgG and IgM, lupus anticoagulant, anti-histone and anti-centromere. The evaluations were repeated after 6 months. The average age of the patients was 34.2 ± 9.2 years; predominance of african descendants (58%) and married (52%). The most frequent psychiatric disorders, diagnosed by clinical evaluation by ICD 10, were: Moderate Depressive Episode (22%) and Mild Depressive Episode (18%); by the HAM-D, Mild Depression (24%) and Moderate Depression (24%) and by the HAM-A, Mild Anxiety (20%) and Severe Anxiety (16%). At baseline, there was a correlation between the diagnosis of depression by ICD 10 and the HAM-D; however, there was no correlation between the diagnosis of Anxiety by ICD-10 and HAM-A. In the 1st assessment, 84% had disease activity measured by SLEDAI. There was a tendency to decrease of the scores on all scales in the 2nd assessment. In the two evaluations there was no significant association, using Fischer's test, between the diagnoses of Depression and Anxiety by ICD 10 and by the scales HAM-D and HAM-A, with disease activity. In both assessments, the autoantibody that was more frequently found was the anti-SSA/Ro (26% and 29.9%). No significant association was found, using Fischer's test, between the diagnoses of Depression and Anxiety by ICD-10, in the 1st assessment and any of autoantibodies evaluated. Also this association was not found with the scales HAM-D and HAM-A in both periods analyzed. Concluded that it would be necessary to increase the study with a higher number of patients with SLE to investigate further the relationship between the symptoms of Depression, Anxiety, Lupus activity and the presence of autoantibodies in this pathology.
Palavras-chave: Lúpus Eritematoso Sistêmico
Lupus Erythematosus, Systemic
Ansiedade
Anxiety
Depressão
Depression
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1923
Data do documento: 2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DANUSA.pdf2,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.