Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1780
Tipo: Dissertação
Título: Identificação molecular de Brucella spp. em porcos-monteiros (Sus scrofa) provenientes do pantanal sul-mato-grossense - Brasil
Título(s) alternativo(s): Molecular identification of Brucella spp. in feral swine (Sus Scrofa) from Mato Grosso do Sul, Pantanal – Brazil
Autor(es): Custódio, Mônica da Silva
Abstract: Relatos da ocorrência da brucelose tem se intensificado em populações silvestres que mantém relação simpátrica com bovinos. Animais como os porcos-monteiros (Sus scrofa) encontramse em grande quantidade no Pantanal de Mato Grosso do Sul, utilizando o mesmo habitat que animais domésticos e silvestres. Devido a importância da brucelose e os crescentes relatos sobre a transmissão de Brucella spp. entre animais domésticos e silvestres, no presente estudo teve-se como objetivo avaliar o uso da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e PCR em tempo real (qPCR) para identificar a presença deste patógeno em porcos-monteiros. Foram capturados e coletadas amostras de sangue de 30 porcos-monteiros no Pantanal Sul-MatoGrossense, sendo realizado o teste sorológico do Antígeno Acidificado Tamponado (AAT). O DNA genômico das amostras de sangue foi extraído e posteriormente realizada a amplificação por meio da PCR, utilizando os pares de oligonucleotídeos Ery 1 e 2, IS711 e BruAb2_0168. Os produtos foram submetidos à eletroforese em gel de agarose e corados com SYBR Safe® , a fim de observar os fragmentos amplificados. Os resultados observados no teste sorológico revelaram que cinco animais (16,66%) foram considerados sororreagentes para o AAT. Utilizando-se o oligonucletotídeo BruAb2_0168, 26 (86,66%) amostras apresentaram fragmento de aproximadamente 81 pares de base (pb), correspondente à espécie B. abortus. Utilizando IS711 foi possível observar que 20 (66,66%) amostras com fragmento de aproximadamente 63 pb. Os oligonucleotídeos Ery 1 e 2 identificaram 7 (23,33%) amostras positivas, sendo sete amostra vacinal S19 e destas, três amostras para amostra de campo S2308. Os dados da qPCR demonstraram que que 27 (90%) animais foram considerados positivos quando submetidos ao oligonucleotídeo BruAb2_0168. Os dados apresentados revelam a circulação das amostras virulenta e vacinal de B. abortus nos porcos-monteiros e estes podem ter importante participação epidemiológica na cadeia da brucelose para animais silvestres e domésticos da região, incluindo o homem.
ABSTRACT - Reports of the occurrence of brucellosis has intensified in wild populations that maintains respect sympatric with cattle. Animals such as feral swine (Sus scrofa) are found in large quantities in the Mato Grosso do Sul, Pantanal, using the same habitat that wild and domestic animals. Due to the importance of brucellosis and increasing reports of transmission of Brucella spp. between domestic and wild animals, in the present study aimed evaluate the use of Polymerase Chain Reaction (PCR) and real-time PCR (qPCR) to identify the presence of this pathogen in feral swine. Were captured and collected blood samples from 30 feral swine in the Mato Grosso do Sul, Pantanal, being performed serologic testing Antigen Buffered Acidified (AAT). Genomic DNA from blood samples was extracted and subsequently submitted to PCR amplification using the pairs of primers Ery 1 and 2, IS711 and BruAb2_0168. The products were visualized by electrophoresis on agarose gel and stained with SYBR Safe® in order to observe the amplified fragments. The results observed in serologic testing revealed that five animals (16.66%) were seropositive for AAT. Using the primer Bruab_0168, 26 (86.66%) samples fragment of approximately 81 base pairs (bp) corresponding to B. abortus. Using IS711 was observed that 20 (66.66%) samples with approximately 63 bp. Primers Ery 1 and 2 identified 7 (23.33%) positive samples, seven vaccine strain S19 and among these these three with field sample S2308. The qPCR data showed that 27 (90%) animals were considered positive when subjected to BruAb2_0168 primer. The data show the movement of samples virulent and vaccine B. abortus in feral swine and these can have an important stake in the epidemiological chain of brucellosis in wild and domestic animals in the region, including man.
Palavras-chave: Brucelose Bovina
Brucellosis, Bovine
Doenças dos Bovinos - microbiologia
Cattle Diseases
Zoonoses
Reação em Cadeia da Polimerase
Polymerase Chain Reaction
Doenças Transmissíveis - veterinária
Communicable Diseases - veterinary
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1780
Data do documento: 2013
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marisa.pdf766,32 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.