Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1447
Tipo: Tese
Título: Aspectos epidemiológicos da tuberculose nas aldeias indígenas do Mato Grosso do Sul
Autor(es): Marques, Ana Maria Campos
Abstract: O objetivo geral da pesquisa é descrever os aspectos epidemiológicos da tuberculose nas aldeias indígenas de Mato Grosso do Sul após a implantação do Subsistema de Saúde Indígena. A autora fez um estudo retrospectivo dos casos de TB obtidos a partir do banco de dados do DSEI-MS/FUNASA. constituído dos casos notificados e registrados no livro "Registro e Controle do Tratamento dos Casos de Tuberculose" dos Polos Base de Saúde Indígena. Para a análise espacial, a autora vetorizou os limites dos municípios, importando os dados de tuberculose para o banco de dados. A partir da planilha de dados fez o processamento gráfico, onde os municípios foram agregados para formar o polo correspondente. Para a exibição dos dados criou, gradientes de cor no Freehand, cada gradiente representando uma intensidade diferente de incidência, percentagem ou número de casos. Foram notificados, em média, 158 casos anuais, estimando-se um coeficiente de incidência de 275 casos por 100 mil habitantes/ano, em média. Quanto ao resultado de tratamento observou-se taxas de cura de mais de 80% que estão acima da taxa nacional de 72%, em 2004, e uma taxa de abandono, em média, de5,1% . O coeficiente médio estimado de mortalidade anual foi de 15 óbitos/100 000habitantes e a letalidade foi da ordem de 5%. Em conclusão, a tuberculose ainda constitui grave problema de Saúde nessa população, apesar de manter uma queda da taxa de incidência de, em média, 18% ao ano desde a implantação do subsistema de Saúde Indígena.
This retrospective study case of tuberculosis was obtained from the indigenous population’s database from the sanitary district of Mato Grosso do Sul State (DSEI/MS) and was built from the notified and registered cases in the: "Registro e Controle do Tratamento dos Casos de Tuberculose" book from the indigenous population health pole base. The general goal of this research was to describe the spatial distribution and to compare epidemiological aspects of tuberculosis in the indigenous Reserves in Mato Grosso do Sul State after the implementation of the Indigenous Population Health Subsystem. For the municipal spatial analysis, the borderlines were vectorized from the data saved on spread sheets and the graphic processing was done with where municipal areas were put together to create the correspondent poles. For the data exhibition, a gradient of colors was created in Freehand Software where each gradient represents a different intensity of incidence, percentage or number of cases. An average of 158 cases was notified yearly, an incidence number averaging 275 cases/ 100 thousand inhabitants by year. As result of the treatment it has been observed that cure rates were 81% above national average (72% in 2004). Abandonment was averaged in 5.1% and obit in 5.7%. The annual mortality rate was about 15 deaths/ 100,000 inhabitants, with lethality rate in order of 5%. Tuberculosis is still considered a serious health problem in this population, even though the rate of incidence has been falling 18% by year, in average, since the implementation of the Indigenous Population Subsystem of Health.
Palavras-chave: Tuberculose
Índios Sul-Americanos
Epidemiologia
Mortalidade
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1447
Data do documento: 2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ana Maria Campos Marques.pdf1,37 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.