Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1122
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSantos, Edgar Cezar Nolasco dos-
dc.contributor.authorSilva, Eder Menezes da-
dc.date.accessioned2012-03-28T20:29:39Z-
dc.date.available2012-03-28T20:29:39Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1122-
dc.description.abstractNeste trabalho realizamos uma análise da obra As horas, do autor norte-americano Michael Cunningham, sob a perspectiva da tradução, entendida neste contexto enquanto prática da diferença entre as culturas inglesa e norte-americana, haja vista que Cunningham realiza uma releitura crítica do romance inglês de Virginia Woolf intitulado Mrs. Dalloway. Propusemos reflexões acerca do processo de construção da obra por meio do que entendemos por tradução cultural, termo discutido no corpus desta dissertação. Algumas modalidades da tradução ao longo dos capítulos estão evidenciadas e apresentam-se na seguinte ordem: a apropriação literária, a transferência cultural, a negociação, a leitura; o pastiche e a adaptação fílmica.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTradução - aspectos culturaispt_BR
dc.subjectAdaptação (Literatura)pt_BR
dc.subjectLiteratura Norte-Americanapt_BR
dc.subjectEscritorespt_BR
dc.titleNas horas da tradução: uma leitura do romance As horas, de Michael Cunninghampt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Letras (Campus de Três Lagoas)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Eder Menezes da Silva.pdf503,94 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.