Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/102
Tipo: Artigo de Periódico
Título: Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase
Título(s) alternativo(s): Identification of Leishmania species isolated in human cases in Mato Grosso do Sul, by means of the polymerase chain reaction
Autor(es): Lima Junior, Manoel Sebastião da Costa
Andreotti, Renato
Dorval, Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros
Oshiro, Elisa Teruya
Oliveira, Alessandra Gutierrez de
Matos, Maria de Fátima Cepa
Abstract: As leishmanioses são zoonoses endêmicas em Mato Grosso do Sul e têm por agentes etiológicos nessa região Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis e Leishmania (Viannia) braziliensis. Como método para identificação de espécies de Leishmania, a reação em cadeia da polimerase é uma ferramenta com elevada especificidade e sensibilidade. Analisaram-se 39 isolados de Leishmania criopreservados, obtidos por meio de aspirado medular e/ou biópsia de lesão, conforme a suspeita clínica. Os isolados foram submetidos à extração de DNA e à reação em cadeia da polimerase com os iniciadores: RV1/RV2 para Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 para a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis e b1/b2 para Leishmania (Viannia) braziliensis. Leishmania (Leishmania) chagasi foi a única espécie identificada em 37 casos de leishmaniose visceral. Leishmania (Leishmania) amazonensis foi identificada em dois isolados de pacientes com diagnóstico de leishmaniose tegumentar. Os resultados obtidos confirmam a possibilidade do uso dos três pares de iniciadores como uma ferramenta na caracterização de isolados de Leishmania.
Leishmaniases are endemic zoonoses in the State of Mato Grosso do Sul. Their etiological agents in this region of Brazil are Leishmania (Leishmania) chagasi, Leishmania (Leishmania) amazonensis and Leishmania (Viannia) braziliensis. The polymerase chain reaction (PCR) is a tool with high specificity and sensitivity for identifying Leishmania species. This study examined 39 cryopreserved isolates of Leishmania that had been collected by bone marrow aspiration and/or lesion biopsy, depending on the clinical suspicion. The isolates were subjected to DNA extraction and PCR using the following primers: RV1/RV2 for identifying Leishmania (Leishmania) chagasi, a1/a2 for Leishmania (Leishmania) amazonensis and b1/b2 for Leishmania (Viannia) braziliensis.Leishmania (Leishmania) chagasi was the only species identified in the 37 cases of visceral leishmaniasis.Leishmania (Leishmania) amazonensis was identified in two isolates from patients with a diagnosis of cutaneous leishmaniasis. The results obtained confirm that it is possible to use these three pairs of primers as a tool for characterizing Leishmania isolates.
Palavras-chave: Leishmania
Leishmaniose Visceral
Leishmaniose Tegumentar
Reação em Cadeia da Polimerase
Mato Grosso do Sul
Visceral Leishmaniasis
Cutaneous Leishmaniasis
Polymerase Chain Reaction
Editor: Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical
Citação: LIMA JUNIOR, Manoel Sebastião da Costa et al . Identificação de espécies de Leishmania isoladas de casos humanos em Mato Grosso do Sul por meio da reação em cadeia da polimerase. Rev. Soc. Bras. Med. Trop., Uberaba, v. 42, n. 3, June 2009 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0037-86822009000300012&lng=en&nrm=iso>. access on 27 July 2011. doi: 10.1590/S0037-86822009000300012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Identificador DOI: 10.1590/S0037-86822009000300012
URI: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/102
Data do documento: 2009
Aparece nas coleções:CCBS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Identificacao de especies de Leishmania isoladas.pdf402,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.