Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1006
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPalhares, Durval Batista-
dc.contributor.authorTavares, Luciana Venhofen Martinelli-
dc.date.accessioned2012-01-20T17:19:22Z-
dc.date.available2012-01-20T17:19:22Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1006-
dc.description.abstractO aleitamento materno é a maneira mais segura de nutrir uma criança. Porém, quando usado para prematuros têm-se evidenciado deficiências nutricionais. Uma alternativa é o uso do leite humano aditivado. O objetivo deste estudo a determinação de aminoácidos em recém nascidos pré-termo alimentados com três dietas modificadas de leite humano. Foi estudado 30 recém nascidos pré-termo, idade gestacional inferior a 34 semanas com peso de nascimento igual ou inferior a 1500 gramas. Os recém nascidos foram acompanhados através de avaliações antropométricas mensurando peso, comprimento e perímetro cefálico, bioquímicas e para análise do perfil de aminoácidos foi colhida uma amostra de sangue antes de receberem a dieta e outra amostra no final do estudo antes da última dieta. Foram distribuídos de forma aleatória em 3 grupos conforme a dieta que receberam: leite humano de banco com 5% do aditivo FM85®; leite humano de banco aditivado com leite humano evaporado e leite humano do banco aditivado com leite humano liofilizado. Os resultados foram analisados estatisticamente utilizando o “software” Instat para Windows®, na versão 2.0. Foram utilizadas as diferenças na qual o valor de “p” foi menor que 0,05. A comparação entre os grupos foi realizada por meio dos testes: t’student pareado e ANOVA de 1 via de medidas repetitivas com pós teste de Tukey. Peso e comprimento não tiveram diferença significativa, porém o perímetro cefálico foi significativamente maior no grupo III. Os valores de fenilalanina, tirosina, metionina e histidina foram significativamente maiores no grupo I, enquanto que o valor da treonina foi significativamente maior nos grupos II e III sendo não significativo entre eles. Os valores de lisina, valina, glicina e leucina não houve diferenças entre os grupos. E o valor da glutamina foi maior nos grupos II e III. Os marcadores renais se mantiveram nos valores adequados. Observou-se neste estudo um perfil de aminoácidos mais adequado nos grupos II e III em relação ao grupo I. Presumem que o leite humano com aditivo original do próprio leite humano é o melhor alimento para bebês prematuros, seja evaporado ou liofilizado. Recém nascidos pré-termo também podem ser alimentados com hidrolisado protéico heterólogo, respeitando as necessidades especiais do prematuro.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAminoácidospt_BR
dc.subjectRecém-Nascidopt_BR
dc.subjectBebê Prematuropt_BR
dc.subjectLeite Humanopt_BR
dc.subjectBancos de Leitept_BR
dc.titleDeterminação do perfil de aminoácidos em recém nascidos pré-termo alimentados com dietas modificadas de leite humano.pt_BR
dc.typeTesept_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Luciana Venhofen Martinell Tavares.pdf2,7 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.