Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/996
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSilva, Edima Aranha-
dc.contributor.authorDourado, Lilian Aparecida Campos-
dc.date.accessioned2011-12-14T16:48:16Z-
dc.date.available2011-12-14T16:48:16Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/996-
dc.description.abstractEste trabalho resulta de uma pesquisa acerca do espaço público de lazer inserido no espaço urbano de Ilha Solteira - SP, cidade planejada de forma segregada sócio-espacialmente, destinada, a princípio, ao assentamento dos trabalhadores que construíram a usina e a cidade em 1967. Foi emancipada em 1991, e elevada à categoria de Estância Turística devido a seus recursos naturais e paisagísticos, desde o ano 2000. Objetivou-se avaliar e analisar (qualiquantitativamente) o espaço público de lazer urbano da Estância Turística, considerando sua forma e estrutura, bem como a territorialidade e a percepção dos moradores locais. Dessa forma, realizou-se, por meio de revisão bibliográfica e observações in loco, uma análise do espaço público de lazer, como está inserido no cotidiano dos moradores e suas transformações decorrentes da troca de função. É evidente, o pouco cuidado dispensado às modalidades simples e tradicionais de lazer – como as praças – que por não terem o brilho e a sofisticação de outras modalidades criadas para o lazer como os clubes e Shopping Center, e por não resultar em lucro são relegadas ao descaso nas cidades. Considerando que esses espaços de lazer, como as praças, ruas e logradouros são utilizados principalmente por população de baixa renda, isso não é de pouca importância, uma vez que o cotidiano dessa parcela da população, não se caracteriza exatamente pelo gozo pleno dos direitos de cidadania. Por isto, conclui-se que o espaço de lazer com seus equipamentos destinados aos moradores urbanos estão simultaneamente imbricados à divisão social do trabalho. Nessa perspectiva este estudo visa auxiliar planejamento futuro, organização e ou reestruturação desse espaço para que possa se constituir em equipamentos específicos de lazer, contribuir de maneira significativa para uma melhor vivência na cidade, quebrar a monotonia dos blocos de casas, estabelecer pontos de referência e vínculos afetivos, podendo até mesmo aumentar o potencial turístico da cidade.pt_BR
dc.description.abstractThis paper results a research about leisure public space inserted in Ilha Solteira – SP urban space, a planed city in a segregated spatially associated way, at first for settling workers who built the power plant and the city in 1967. It was emancipated in 1991 and has taken to Tour Country Estate due to its natural and environmental resources since 2000. The urban leisure public space of Tour Country Estate is evaluated and analyzed (qualy-quantitatively), considering its shape and structure, as well the territory and the local citizen’s perception. Analyzing of leisure public space was made by a bibliographic revision and remark, as it is inserted in the citizens’ day and its changes because of the function exchange. It is clear, the little care given to the simple and traditional leisure ways – like the squares – which they are not shine and sophisticated like other ways created for leisure as clubs and malls, and they are not profitable and neglected by cities. Considering these leisure spaces, like squares and streets are used mainly for poor people, it has little importance, once the day of this part of population does not enjoy their citizen rights. Otherwise, it can conclude the leisure space as equipment for urban dwellers are imbricate to social division of work. With this expectation, this study helps how to plan the future, organization, and or reorganization this space for that it can form specific equipments of leisure, contribute in a significative way to live better in the city, stop the monotony of houses, establish reference of places and affective bond, it really can increase the tour power of the city.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPercepção Ambientalpt_BR
dc.subjectPsicologia Ambientalpt_BR
dc.subjectEspaço Urbanopt_BR
dc.subjectPlanejamento Territorial Urbanopt_BR
dc.subjectLazer – aspectos sociaispt_BR
dc.subjectIlha Solteira (SP)pt_BR
dc.titleO espaço público e a territorialidade do lazer na Estância Turística Ilha Solteira, SPpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Geografia (Campus de Aquidauana)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lilian Aparecida Campos Dourado 1.pdf5,55 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
Lilian Aparecida Campos Dourado 2.pdf9,24 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.