Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/978
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMonreal, Antonio Carlos Duenhas-
dc.contributor.authorSalazar, William Villalba-
dc.date.accessioned2011-12-06T13:41:13Z-
dc.date.available2011-12-06T13:41:13Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/978-
dc.description.abstractA maioria das raças de ovinos é poliéstrica estacional de dias curtos, apresentando um modelo de reprodução sazonal, com incidência de ciclos estrais concentrada durante o outono e o inverno, permanecendo em anestro estacional durante o restante do ano. O objetivo deste trabalho foi verificar se existe estacionalidade reprodutiva em ovelhas Suffolk na fase de transição estacional sob latitude 20o31'47'S (dezembro de 2004 a fevereiro de 2005). O experimento foi desenvolvido na Cabanha Santa Suzana, localizada em Campo Grande, MS (latitude 20°31’47'S), com 70 ovelhas Suffolk multíparas, na estação de transição (novembro de 2004 a fevereiro de 2005). As fêmeas foram distribuídas em dois grupos de 35 animais cada, sendo o grupo G1 sincronizado com duas doses intervaladas por 10 dias de 125 mg de um análogo de PGF2a; a sincronização do estro no grupo G2 foi efetuada com a aplicação de CIDR® durante 9 dias, sendo o dia zero (D0) considerado o dia da aplicação do dispositivo. Após esse período, as fêmeas receberam aplicação de 250 UI de eCG. Após a aplicação do cloprostenol (G1) e/ou da retirada do CIDR® + aplicação do eCG (G2), as fêmeas foram cobertas por monta natural. A fertilidade e a prolificidade dos animais G1 foram, respectivamente, 8,57% e 1,0; e, dos animais G2, de 73,53% e 1,06. Pelos resultados é possível concluir-se que a estacionalidade reprodutiva está presente no período de transição na latitude estudada. Os protocolos de sincronização de cio utilizando progestágenos associados à gonadotrofina coriônica eqüina (eCG) melhoram os resultados na indução e sincronização do estro no anestro estacional em ovelhas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade – medida pela fertilidade, prolificidade e aparecimento do estro – da utilização de eCG no momento da retirada do progestágeno e 48 h antes, em ovelhas Suffolk, sob latitude 20°31¢47²S. O experimento foi realizado em Campo Grande, MS, Brasil, durante o período de transição estacional (dezembro de 2004 a fevereiro de 2005) com dois grupos experimentais (G1 e G2). A sincronização do estro nos grupos G1 e G2 foi efetuada com o emprego de CIDR durante nove dias. Após esse período, as fêmeas receberam aplicação de 250 UI de eCG no momento da retirada de CIDR (G1) e 48 h antes da retirada (G2). Após 24 h da retirada do dispositivo, os machos foram introduzidos aos grupos para cobertura natural. Obteve-se 100% de estro para os grupos G1 e G2. Não houve diferença significativa (p > 0,05) para indução de estro, taxa de fertilidade (73,53% e 77,14%) e prolificidade (1,08 e 1,04) entre os grupos G1 e G2. Houve diferença significativa (p < 0,05) para o tempo entre a retirada do dispositivo e o início do estro entre os grupos G1 e G2, sendo que G2 apresentou estro em 24 h e em G1 este variou de 36 a 72 h após a retirada do dispositivo intravaginal. Os resultados obtidos permitem concluir que, ovelhas tratadas com aplicação de eCG 48 h antes da retirada de CIDR, tiveram seu estro concentrado em até 24 h após retirada do progestágeno.pt_BR
dc.description.abstractMost ovine breeds are seasonally polyestrous short-day breeders, exhibiting a seasonal pattern marked by a concentration of estrous cycles in autumn and winter months and remaining in seasonal anestrus for the rest of the year. The purpose of this study was to determine the occurrence of breeding seasonality in Suffolk ewes in the period of seasonal transition at latitude 20°31'47'S (December 2004–February 2005). The experiment was conducted at Cabanha Santa Suzana, located in Campo Grande, MS, Brazil (latitude 20°31'47'S), with 70 Suffolk multiparous ewes in the transition season (November 2004–February 2005). They were distributed into two groups of 35 animals each. Those in group G1 were timed with two 125-mg doses of PGF2a spaced 10 days apart; those in group G2, with the use of a CIDR® device for nine days (the first day of use being counted as day 0). After this period, the ewes were given 250 IU of eCG. After administration of cloprostenol (G) or removal of CIDR® and eCG injection (G2), all ewes were mated by natural service. Among G1 animals, fertility and litter size were respectively 8.57% and 1.0; in group G2, 73.53% and 1.06. Based on the results, it was possible to conclude that breeding seasonality is present in the transitional period at the latitude investigated. Protocols for estrus synchronization using progestagens associated with equine chorionic gonadotropin (eCG) improve the results of induction and synchronization of estrus in seasonal anestrus in ewes. The purpose of this study was to evaluate the viability – measured by fertility rate, lambing rate, and estrus onset – of the use of eCG at the time of progestagen withdrawal or 48 h earlier, in Suffolk ewes living at latitude 20°31'47'S. The experiment was conducted in Campo Grande, MS, southwestern Brazil, during the period of seasonal transition (December 2004 through February 2005) in two experimental groups (G1 and G2). In both groups, estrus synchronization was promoted with the use of a CIDR device for nine days. After this period, the ewes were given 250 IU of eCG either upon CIDR withdrawal (G1) or 48 h earlier (G2). Rams were introduced to the groups 24 h after withdrawal of the device, for natural service. Estrus was induced in 100% of animals in both groups. No significant differences (p > 0.05) in estrus induction, fertility rate (73.53% and 77.14%), or lambing rate (1.08 and 1.04) were found between groups. A significant difference (p < 0.05) between groups was found in the time elapsed between progestagen withdrawal and the onset of estrus: G2 animals exhibited estrus within 24 h, whereas in G1 the onset occurred from 36 to 72 h after removal of the intravaginal device. The results showed that in ewes treated with eCG 48 h before CIDR removal estrus was concentrated within 24 h after progestagen withdrawal.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectOvinospt_BR
dc.subjectGonadotrofina Coriônicapt_BR
dc.subjectHormônios Sexuais Femininospt_BR
dc.subjectBiotecnologia da Reproduçãopt_BR
dc.subjectFisiopatologia Animalpt_BR
dc.titleUso de eCG em ovelhas Suffolk no período estacionalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
William Villalba Salazar.pdf488,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.