Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/941
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorvan Onselen, Valter Joost-
dc.contributor.authorChabel, José Carlos-
dc.date.accessioned2011-12-05T16:17:34Z-
dc.date.available2011-12-05T16:17:34Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/941-
dc.description.abstractO objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um complexo homeopático(*) sobre a resposta imunológica de ovinos vacinados contra raiva com (recebendo 1,5% de MS/kg de PV de volumoso por dia) e sem (recebendo 2,5% de MS/kg de PV de volumoso por dia) restrição alimentar, distribuídos em quatro grupos: sem homeopatia e com restrição alimentar (NR); com homeopatia e com restrição alimentar (HR); com homeopatia e sem restrição alimentar (HN) e sem homeopatia e sem restrição alimentar (NN). Com 30 dias de restrição alimentar o grupo com homeopatia (HR) passou a apresentar um nível sérico médio de cortisol semelhante (p>0,05) aos dos grupos sem restrição (HN e NN), o que se observou no grupo sem homeopatia (NR) apenas com 75 dias de restrição. Aos 15 dias após a primo-vacinação, todos os animais possuíam titulações de anticorpos acima do nível mínimo de proteção (indicado pela Organização Mundial de Saúde como sendo de 0,5UI/mL). Embora a queda na concentração de anticorpos para níveis abaixo do mínimo de proteção já tenha ocorrido aos 30 dias após a vacinação em alguns ovinos de todos os grupos, apenas os animais do grupo HR mantiveram a concentração média acima deste nível de proteção durante 90 dias pósvacinação. Os modelos quadráticos que descrevem o comportamento da concentração de anticorpos nos primeiros 45 dias pós-vacinação estimam, em todos os grupos, titulações máximas entre o 25º e o 27º dia. O indicativo de uma diferença (p=0,054) entre a média da titulação de anticorpos do grupo HR e as médias dos demais grupos, seis dias após a vacinação, sugere que o nível sérico de proteção neste grupo possa ter sido atingido em um espaço de tempo mais curto do que nos demais grupos. Os modelos de regressão estimam concentrações séricas de anticorpos maiores para os animais com homeopatia (HN e HR) em relação aos que não receberam (NR e NN), obtendo-se, aos 15; 30 e 45 dias pós-vacinação, indicativos de diferenças entre suas as médias (p=0,067; p=0,091 e p<0,05 respectivamente). Conclui-se que existe um efeito do complexo homeopático sobre a resposta imunológica de ovinos primovacinados contra raiva capaz de provocar um aumento maior e mais rápido na concentração sérica de anticorpos.pt_BR
dc.description.abstractThe purpose of this study was to evaluate the effect of a homeopathic complex(*) on the immune response of sheep vaccinated against rabies with (1.5% DM/kg WB/day) and without (2.5% DM/kg WB/day) alimentary restriction, distributed in four groups as follows: Without homeopathy and with alimentary restriction (NR); with homeopathy and alimentary restriction (HR); with homeopathy and without alimentary restriction (HN), and without homeopathy and without alimentary restriction (NN). After 30 days of alimentary restriction, the group with homeopathy (HR) had already presented an average serum level of cortisol similar (p>0,05) to the groups without restriction (HN and NN). This was observed in the group without homeopathy (NR) only after 75 days of restriction. 15 days after postvaccination, all the animals had antibody titers above the minimum level of protection (recommended by the WHO as 0,5UI/mL). Although antibody concentration dropped under the minimum level of protection 30 days after the first vaccination in some sheep of all groups, only the HR group of animals kept the average concentration above the protection level during 90 days after vaccination. The quadratic models which describe the antibody concentration behavior on the first 45 days following vaccination estimate, in all groups, maximum titration rates between 25 and 27 days after vaccination. The indicator of a difference (p=0,054) between the average of antibody titers in group HR and the average of the other groups, six days after the first-vaccination, suggests that the serum level of protection in this group may have been obtained in a length of time shorter than in the other groups. Regression models estimate a higher serum concentration of antibodies for animals with homeopathy (HN and HR) in relation to animals which did not receive homeopathy (NR and NN), obtaining indicators of differences between their averages (p=0,067, p=0,091 e p<0,05 respectively), 15, 30 and 45 days after vaccination. This study has concluded that the homeopathic complex can affect the immune response of sheep primo-vaccinated against rabies, which can cause a higher and quicker rise in the serum concentration of antibodies.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCortisolpt_BR
dc.subjectHormônios Glicocorticóidespt_BR
dc.subjectHormônios do Córtex Adrenalpt_BR
dc.subjectProdução Animalpt_BR
dc.subjectHomeopatia Veterináriapt_BR
dc.subjectNutrição Animalpt_BR
dc.titleEfeitos de um complexo homeopático em ovinos sob condições de restrição alimentarpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Ciência Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
José Carlos Chabel.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.