Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/558
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorXavier Filha, Constantina-
dc.date.accessioned2011-09-28T13:22:26Z-
dc.date.available2011-09-28T13:22:26Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.citationXAVIER FILHA, Constantina. "Qual destas moças é você?" o autoconhecimento produzido pelos testes da imprensa feminina. Educ. rev., Belo Horizonte, n. 46, dez. 2007 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000200014&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 28 set. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-46982007000200014.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/558-
dc.description.abstractEste texto pretende refletir acerca dos discursos veiculados e produzidos por um elemento textual peculiar da imprensa feminina: os testes. O estudo fundamenta-se nos pressupostos de gênero e de alguns conceitos dos estudos foucaultianos. Pretende discutir os enunciados expressos na imprensa (revistas Capricho e Cláudia) com a temática da feminilidade e da sexualidade nas primeiras décadas da segunda metade do século XX. Os testes, mediante enunciados prescritivos e normalizadores, revelaram ser instrumentos de dispositivos pedagógicos com o objetivo de "conduzir as condutas" femininas, uma vez que se tornam capazes de provocar o exame e a confissão, tornando o discurso da intimidade visível e verbalizado. Indicam conceitos de "verdade", apoiados em códigos morais e, especialmente, em preceitos fundamentados em teorias científicas a respeito da conduta feminina. O conceito de verdade está ligado a sistemas de poder, que apontam para regimes não necessariamente negativos ou repressivos, mas, fundamentalmente, produtivos, porque incitam à reflexão e propiciam possibilidades de trabalho pessoal.pt_BR
dc.description.abstractABSTRACT - This paper aims to make a reflection on the discourses conveyed and produced by a peculiar textual element in the female press: tests. The study is based on gender assumptions and some foucaultian concepts. It intends to discuss statements found in the press (magazines Capricho and Cláudia) regarding female themes and sexuality in the first decades of the second half of the 20th century. By using prescriptive and normalizing statements, the tests were revealed to act as pedagogical tools whose objective was "to guide female conduct", as they were able to prompt examination and confession, thus making it possible for the inner discourse to be visible and verbalized. The tests indicate concepts of "truth" supported by moral codes and, especially, by precepts based on scientific theories about female conduct. The concept of truth is connected to power systems, pointing to regimes that are not necessarily negative or repressive, but fundamentally productive, as they stimulate reflection and provide personal work possibilities.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherEducação em Revistapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectImprensapt_BR
dc.subjectFemininopt_BR
dc.subjectSexualidadept_BR
dc.subjectPresspt_BR
dc.subjectFemalept_BR
dc.subjectSexualitypt_BR
dc.title"Qual destas moças é você?" O autoconhecimento produzido pelos testes da imprensa femininapt_BR
dc.title.alternative"Which one of these girls are you?" Self-knowledge produced by female press testspt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S0102-46982007000200014-
Aparece nas coleções:CCHS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Qual destas mocas e voce.pdf163,4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.