Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1589
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPaniago, Anamaria Mello Miranda-
dc.contributor.authorNegri, Adriana Carla Garcia-
dc.date.accessioned2012-08-17T13:15:53Z-
dc.date.available2012-08-17T13:15:53Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1589-
dc.description.abstractOs acidentes ocupacionais em ambientes de saúde estão relacionados a vários fatores de risco, historicamente vinculados ao desempenho dos trabalhadores e às condições laborais. O risco biológico é sem dúvida um diferencial negativo para esses profissionais. O contato frequente com materiais biológicos e dispositivos perfurocortantes colocam estes trabalhadores em constante risco. O sangue é o material biológico mais eficaz na transmissão do HIV e Hepatites B e C. O presente estudo objetivou caracterizar as exposições ocupacionais com material biológico notificados no Hospital Universitário (HU), no período de outubro de 2004 a setembro 2010. Tratou-se de um estudo epidemiológico, descritivo, cujos dados foram coletados desde 2004, utilizando-se o formulário do Sistema de Vigilância PSBio do Projeto Riscobiológico.org. As informações sócio-demográficas do trabalhador e características da exposição ocupacional foram obtidas durante o atendimento do acidente. Trabalhadores vítimas de acidente ocupacional com material biológico que procuraram atendimento no NHU/UFMS constituíram a população amostral. Como resultados, observou-se uma população predominantemente feminina e jovem, com média de idade de 32,9 anos; o tempo médio de profissão foi de 01 a 05 anos. As exposições percutâneas causadas por agulhas com lúmen foram as mais frequentes, e o sangue foi o material biológico mais relatado. A principal categoria envolvida nos acidentes foram os profissionais de enfermagem. A circunstância que mais causou lesões percutâneas foi durante e após o descarte do dispositivo perfurocortante e segundo os Indicadores de Prevenção de exposições percutâneas, a maioria destas lesões poderiam ser evitadas. Entre os trabalhadores expostos, 35% ainda eram suscetíveis a contaminação ao HBV. O tempo médio para o primeiro atendimento entre os trabalhadores com indicação de acompanhamento pós-exposição foi de 7 horas. A alta taxa de abandono do seguimento ambulatorial é motivo de preocupação. Não ocorreu soroconversão para HIV, HBV ou HCV entre os expostos que concluíram o acompanhamento pós-exposição.pt_BR
dc.description.abstractThe accidents that take place in working environments are related to several risk factors, historically linked to the performence of workers and working conditions. The biological risk is certainly a negative difference for these professionals. The frequent contact with biological material and needlestick devices put these workers in constant risk of being involved in exposures. The blood is the most effective biological material in transmission of HIV and Hepatites B and C. The current study aims to characterize the occupational exposures with biological material reported in the Universitary Hospital (HU), from october 2004 to september 2010. This was an epidemiological study, descriptive, with data being collected since 2004, using the Project of Surveillance System form PSBio. The socio-demographic information of workers and features of accidental exposures were taken during the attendance of the accident. The sample population consisted of workers who sought care at NHU/UFMS after occupational exposures to biological material. As a result, there was predominantly a young female population with an average age of 33 years old, the average length of profession was 01 to 05 years. The percutaneous exposures caused by hollow-bore needles injury was most common, and the blood was the most reported biological material. Nursing was the main category involved in accidents. The fact that most caused percutaneous injuries was during and after the disposal of sharp items and devices according to Prevention Indicators of percutaneous exposures, most of these injuries could have be prevented. Among exposed workers, 35% were still suscetible to HBV infecction. The high dropout rate of follow-up is a cause for concern. There was no seroconversion to HIV, HBV or HCV among exposed workers who concluded the case.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAcidentes de Trabalhopt_BR
dc.subjectHIVpt_BR
dc.subjectHepatitept_BR
dc.subjectPrograma de Prevenção de Riscos no Ambiente de Trabalhopt_BR
dc.subjectPessoal de Saúdept_BR
dc.subjectAccidents, Occupationalpt_BR
dc.subjectHepatitispt_BR
dc.subjectProgram of Risk Prevention on Working Environmentpt_BR
dc.subjectHealth Personnelpt_BR
dc.titleExposição a materiais biológicos: acidentes de trabalho atendidos em hospital universitário de Campo Grande/MSpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Adriana Carla Garcia Negri.pdf3,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.