Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1246
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorStief, Alcione Cavalheiro Faro-
dc.contributor.authorMartins, Regina Maria Bringel-
dc.contributor.authorAndrade, Sônia Maria Oliveira de-
dc.contributor.authorPompilio, Mauricio Antonio-
dc.contributor.authorFernandes, Sonia Maria-
dc.contributor.authorMurat, Paula Guerra-
dc.contributor.authorMousquer, Gina Jonasson-
dc.contributor.authorTeles, Sheila Araújo-
dc.contributor.authorCamolez, Graciele Rodrigues-
dc.contributor.authorFrancisco, Roberta Barbosa Lopes-
dc.contributor.authorCastro, Ana Rita Coimbra Motta de-
dc.date.accessioned2012-04-16T18:35:44Z-
dc.date.available2012-04-16T18:35:44Z-
dc.date.issued2010-09-
dc.identifier.citationSTIEF, Alcione Cavalheiro Faro et al . Seroprevalence of hepatitis B virus infection and associated factors among prison inmates in state of Mato Grosso do Sul, Brazil. Rev. Soc. Bras. Med. Trop., Uberaba, v. 43, n. 5, Oct. 2010 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0037-86822010000500008&lng=en&nrm=iso>. access on 16 Apr. 2012.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufms.br/handle/123456789/1246-
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: O presente estudo teve como objetivo investigar a prevalência da infecção pelo HBV e os fatores associados a esta infecção em população encarcerada de Campo Grande, MS. MÉTODOS: Quatrocentos e oito encarcerados, provenientes das populações encarceradas do Instituto Penal de Campo Grande, Presídio de Segurança Máxima e Presídio Feminino Irmã Irma Zorzi, foram entrevistados sobre dados sociodemográficos e fatores associados à infecção pelo HBV. A seguir foram coletadas amostras sanguíneas para detecção dos marcadores HBsAg, anti-HBs e anti-HBc total por ensaio imunoenzimático. O HBV-DNA foi detectado pela reação em cadeia da polimerase nas amostras HBsAg e anti-HBc reagentes. RESULTADOS: A prevalência global para infecção pelo HBV foi de 17,9% (IC 95%: 14,4-22,0), 13,7% (56/408) para o anti-HBc total associado ao anti-HBs e em 15 (3,7%) indivíduos foi detectada a presença do anti-HBc isolado. HBsAg foi encontrado em 0,5% (2/408) dos indivíduos estudados, evidenciando uma baixa prevalência de casos crônicos. Em 24% (98/408) dos indivíduos, verificou-se positividade isolada ao marcador anti-HBs, sugerindo baixa cobertura vacinal ao HBV. Após análise multivariada, ter idade maior que 35 anos, baixo nível de escolaridade e uso de droga ilícita permaneceram associados significativamente à infecção pelo HBV. CONCLUSÕES: A prevalência da infecção pelo HBV encontrada foi similar às reportadas em outros estudos conduzidos em populações encarceradas do Brasil. Os fatores de risco associados a esta infecção foram aumento da idade, baixo nível de escolaridade e uso de droga ilícita.pt_BR
dc.description.abstractABSTRACT - INTRODUCTION: This study aimed to estimate the prevalence of HBV infection and associated factors among prison inmates in Campo Grande, MS. METHODS: A total of 408 individuals were interviewed regarding sociodemographic characteristics, associated factors and HBV vaccination using a standardized questionnaire. Blood samples were collected from all participants and serological markers for HBV were detected by enzyme-linked immunosorbent assay. Hepatitis B surface antigen (HBsAg) and/or antibodies against hepatitis B core antigen (anti-HBc) positive samples were tested for HBV-DNA by polymerase chain reaction. RESULTS: The overall prevalence of HBV infection was 17.9% (95%CI: 14.4-22.0). The HBsAg carrier rate was 0.5%; 56 (13.7%) individuals had been infected and developed natural immunity and 15 (3.7%) were positive for anti-HBc only. Ninety eight (24%) prisoners had only anti-HBs, suggesting that they had low vaccine coverage. An occult HBV infection rate of 0% was verified among anti-HBc-positive individuals. Multivariate analysis of associated factors showed that age > 35 years-old, low schooling level and illicit drug use are significantly associated with HBV infection. CONCLUSIONS: Analysis of the data showed HBV infection prevalence similar or slightly lower than that reported in other of Brazilian prisons. Independent predictors of HBV infection in this population include older age, low schooling level and illicit drug use.pt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.publisherRevista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropicalpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectHepatite Bpt_BR
dc.subjectPrisioneirospt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectCampo Grande (MS)pt_BR
dc.subjectHepatitis Bpt_BR
dc.subjectPrisonerspt_BR
dc.subjectPrevalencept_BR
dc.titleSeroprevalence of hepatitis B virus infection and associated factors among prison inmates in state of Mato Grosso do Sul, Brazilpt_BR
dc.title.alternativeSoroprevalência e fatores associados à infecção pelo vírus da hepatite B em população encarcerada no estado do Mato Grosso do Sul, Brasilpt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S0037-86822010000500008.-
Aparece nas coleções:CCBS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Seroprevalence of hepatitis.pdf597,86 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.